Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

26 de outubro - 17 de novembro

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Brasileiros dominam os prêmios individuais do Mundial

The winners of the Golden Ball award pose for a photo
© Getty Images
  • Os prêmios individuais foram entregues após a final de domingo
  • Brasileiro Gabriel Veron foi eleito o melhor jogador do torneio
  • Holandês Hansen levou artilharia e brasileiro Donelli foi melhor goleiro

A premiação da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Brasil 2019 aconteceu após a final em que o Brasil venceu o México por 2 a 1 para comemorar o seu quarto título mundial da categoria.

O Grupo de Estudos Técnicos do torneio premiou o melhor jogador (Bola de Ouro adidas), o artilheiro (Chuteira de Ouro adidas) e o melhor goleiro (Luva de Ouro adidas). Além disso, recompensou uma equipe pelo seu fair play.

Bola de Ouro adidas: Gabriel Veron

Protagonista da epopeia brasileira, o atacante do Palmeiras foi de uma importância vital para a Seleção. Autor de três gols e dois passes decisivos durante o torneio, Gabriel Veron se destacou sobretudo por criar perigo e dar espetáculo em todas as sete partidas de que participou. Rápido e habilidoso, ele se inscreve na autêntica tradição brasileira dos atacantes capazes de decidirem o jogo sozinhos. O camisa 7 voltou a ser decisivo na final, tendo provocado o pênalti que resultou no empate. A história segue adiante para o menino que sonhava em ser vaqueiro.

"Estou extremamente feliz, acima de tudo pelo título de campeão do mundo", contou ele em entrevista ao FIFA.com depois da premiação. "Esta Bola de Ouro é a cereja do bolo, e a dedico a toda a minha equipe. Ela deu tudo na competição para que terminasse como queríamos. Eu me dediquei muito na temporada e este prêmio recompensa todo o trabalho que consegui realizar!"

  • Bola de Prata adidas: Adil Aouchiche
  • Bola de Bronze adidas: Eugenio Pizzuto

Chuteira de Ouro adidas: Sontje Hansen

Enquanto a França conquistou a medalha de bronze com uma vitória sobre os Países Baixos, um holandês superou um francês na artilharia do torneio. Dono de seis gols — três deles só contra a Nigéria, pelas oitavas de final — e autor do passe para mais um, Sontje Hansen se despediu do Brasil com a Chuteira de Ouro adidas.

Além de ser uma espécie de consolação pelo amargo quarto lugar dos batavos na competição, o prêmio reconhece o talento de um jogador versátil, veloz e eficiente. "O título de artilheiro não é essencial para mim", explicou ele após o hat trick diante dos nigerianos. "Não corro atrás de nenhuma recompensa individual. O único troféu que me interessa é a Copa do Mundo." Apesar da decepção, Hansen voltará para casa com uma bela lembrança.

  • Chuteira de Prata adidas: Nathanaël Mbuku
  • Chuteira de Bronze adidas: Kaio Jorge
The winners of the Golden Boot award pose for a photo
© Getty Images

Luva de Ouro adidas: Matheus Donelli

Parece que, para se ganhar um grande título, é preciso poder contar com um grande goleiro. Matheus Donelli é um deles. O jovem de 1,88 metro brilhou debaixo das traves brasileiras durante toda a competição e foi recompensado com a Luva de Ouro. Embora Eduardo García também tenha brilhado na meta mexicana, Donelli se destacou pelo impecável jogo com os pés. Na semifinal, foi dele o longo e preciso lançamento que Lázaro aproveitou para anotar o gol da vitória do Brasil. Em suma, Matheus Donelli foi decisivo.

"Estou satisfeito", disse ele após a premiação. "Este prêmio me deixa muito feliz. Eu não estava buscando essa honraria individual. O objetivo era realmente o título. Chegamos lá para enorme felicidade nossa, e esta Luva de Ouro vem se somar à minha alegria. É difícil cair a ficha de que ganhei esses dois troféus. Estou no paraíso!"

 Matheus Donelli of Brazil celebrates
© Getty Images

Prêmio Fair Play: Equador

Os equatorianos foram eliminados pela Itália nas oitavas de final, mas levarão um rico prêmio na bagagem. Em quatro jogos disputados em solo brasileiro, a equipe sul-americana foi advertida uma única vez! O zagueiro Piero Hincapie recebeu o cartão amarelo na partida de estreia contra a Austrália, que terminou com vitória do Equador por 2 a 1.

Players of Ecuador celebrate their 2nd goal 
© Getty Images

Explore esse tópico

Matérias recomendadas