Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

26 de outubro - 17 de novembro

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Um campeão implacável para um torneio de descobertas

Gabriel Veron, Brazil's number 7 in FIFA U17 World Cup
© CBF
  • Seleção vence a Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Brasil 2019™
  • É o quarto título da categoria para o Brasil, segundo maior campeão
  • Gabriel Verón leva a Bola de Ouro da adidas como melhor do torneio

A festa do Brasil não poderia ter mais emoção: ser campeão da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Brasil 2019™ aos 48 do segundo tempo, com um estádio como o Bezerrão empurrando a equipe e, como reconhecimento extra, com a Bola de Ouro da adidas sendo entregue para Gabriel Veron e a Luva de Ouro da adidas para Matheus Donelli, prêmios individuais para um conjunto que ganhou as sete partidas que fez na competição.

O quarto título da Seleção, que fica a apenas um da Nigéria, maior vencedora, veio graças à capacidade de suportar o sofrimento mostrada pelos garotos brasileiros. Na semifinal contra a França, a equipe perdia por 2 a 0, mas virou o jogo aos 43 do segundo tempo. Diante do México, faltando seis minutos para o fim, o placar era de 1 a 0 para os visitantes. Lázaro, habituado a começar no banco, foi o herói nas duas ocasiões, com gols nos últimos instantes.

Ainda assim, o México foi um adversário muito difícil na final, a ponto de estar a poucos minutos de ser campeão. O conjunto se classificou para as oitavas como um dos melhores terceiros colocados, mas, com a liderança do capitão Eugenio Pizzuto, o talento de Efraín Álvarez e as mãos de Eduardo García, foi acelerando rumo à partida decisiva. Com o resultado, a seleção tricolor soma o seu segundo vice-campeonato na história da competição.

Já a França, liderada por um genial Adil Aouchiche, que trocou os gols da Eurocopa deste ano por assistências no Mundial – deu sete ao todo –, realizou a sua segunda melhor campanha na história ao acabar na terceira colocação. Somou seis vitórias e apenas uma derrota, nas semifinais contra os anfitriões. Nathanaël Mbuku e Arnaud Kalimuendo-Muinga acabaram com cinco gols cada. Kalimuendo-Muinga, atacante do Paris Saint-Germain, chegou à marca graças aos três que marcou diante dos Países Baixos na disputa do terceiro lugar.

Brazil players celebrate
© Getty Images

🤔 Você sabia?

  • A última final que o Brasil havia jogado na categoria tinha sido em 2005, justamente contra o México. Na ocasião, os mexicanos foram mais fortes e venceram por 3 a 0.
  • O Brasil é segundo país-sede a ganhar o Mundial Sub-17. O primeiro foi o México, em 2011.
  • Senegal e Angola não podem reclamar da sua estreia na competição: chegaram até as oitavas de final após serem segundos colocados nos respectivos grupos. Os senegaleses até mesmo venceram um dos semifinalistas, os Países Baixos.
  • O sul-coreano Paik Sanghoon anotou, aos 52 segundos do jogo contra o Chile, o gol mais rápido do Brasil 2019 e o quinto mais veloz da história da competição.
  • O Brasil 2019 foi o primeiro torneio masculino da FIFA na história a contra com um trio de arbitragem feminino. As uruguaias Claudia Umpiérrez e Luciana Mascaraña e a equatoriana Mónica Amboyo apitaram três jogos.
Match official and referees with team captains 
© Getty Images

Os craques do futuro

Assim como nas edições passadas, em que surgiram muitos protagonistas do futebol mundial, a Copa do Mundo Sub-17 da FIFA™ foi a primeira vitrine de luxo no palco internacional para os jovens jogadores. Vários dos atletas que mais se destacaram no torneio e têm chances reais de se tornarem uma referência no futuro contaram as suas histórias para o FIFA.com:

Veja todas as entrevistas aqui.

🔢 Classificação final

1. Brasil

2. México

3. França

4. Países Baixos

Artilheiros

1. Sontje Hansen – 6 gols, 3 assistências

2. Nathanael Mbuku – 5 gols, 1 assistência, 487 minutos jogados

3. Kaio Jorge – 5 gols, 1 assistência, 553 minutos jogados

Veja a tabela completa aqui.

Total de gols

177 gols, média de 3,40 por jogo

Vote no Gol do Torneio aqui.

Prêmios

Bola de Ouro da adidas: Gabriel Veron
Bola de Prata da adidas: Adil Aouchiche
Bola de Bronze da adidas: Eugenio Pizzuto
Chuteira de Ouro da adidas: Sontje Hansen
Luva de Ouro da adidas: Matheus Donelli
Prêmio Fair Play: Equador

Veja todos os prêmios aqui.

🏟️ Cidades-sede e estádios

Estadio Bezerrão (Brasília/Gama), Estadio da Serrinha (Goiânia), Estadio Olímpico (Goiânia), Estadio Kléber Andrade (Vitória/Cariacica)

Veja todos os estádios e cidades-sede aqui.

Explore esse tópico

Matérias recomendadas