Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

26 de outubro - 17 de novembro

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Seleção francesa brilha no Mundial com inspiração brasileira

France players celebrate against Korea Republic - FIFA U-17 World Cup Brazil 2019
© Getty Images
  • O país de Pelé parece estar fazendo muito bem aos franceses
  • Eles conquistaram duas vitórias em dois jogos no Brasil 2019
  • Kalimuendo-Muinga e Pembele deram toque brasileiro ao time

A França tem um carinho especial pelo Brasil quando o assunto é futebol. Foi diante da Seleção que os franceses registraram duas das suas mais belas apresentações em Copas do Mundo: a final de 1998, vencida em Paris, e o confronto das quartas de final da Alemanha 2006.

"Infelizmente eu não era nascido para ver o primeiro título de Copa do Mundo da França", diz o atacante da seleção sub-17 francesa, Arnaud Kalimuendo-Muinga, em entrevista ao FIFA.com. "Naquelas quartas de final eu tinha quatro anos, mas é claro que conheço a história: o gol do Thierry Henry, a partida extraordinária do Zinedine Zidane, etc. O Brasil nos inspira!"

O adversário dos jovens franceses nesta quarta-feira não foi o Brasil, e sim a República de Coreia. Mas o fato de jogar no país de Pelé, Zico, Garrincha e tantos outros craques certamente confere um desejo de superação pessoal aos comandados de Jean-Claude Giuntiuni.

"Se você gosta de futebol, gosta do Brasil", diz o atacante do Paris Saint-Germain, que cita Ronaldo, Neymar e Ronaldinho como os seus três jogadores preferidos. "Uma Copa do Mundo motiva, mas o fato de ela acontecer no Brasil motiva ainda mais. Aqui o futebol está em todos os lugares, em todas as esquinas, em todas as conversas. É claro que temos vontade de ir bem aqui!"

De fato, o camisa 7 da França fez uma partida completa e presenteou o público em Goiânia com belos dribles, bons passes e excelente movimentação. Além disso, foi ele quem abriu o marcador, aos 17 minutos do primeiro tempo. Já o segundo gol veio dos pés de Thimothee Pembele, que também demonstrou as suas afinidades com o Brasil nesta quarta-feira.

Quem aprecia o esporte bretão conhece bem a escola brasileira de laterais, a exemplo de Nilton Santos, Roberto Carlos e Junior. São atletas que costumam jogar bastante avançados e criam jogadas de perigo como verdadeiros atacantes. Considerando o seu lindo gol e os esforços constantes para apoiar os companheiros de ataque, Pembele honrou a tradição canarinho contra os coreanos.

"Adoro subir e não é por acaso que os meus modelos são o Daniel Alves e o Marcelo, que são dois laterais que não hesitam em partir para a frente", conta. O técnico francês conhece bem as características do garoto, a ponto de instruí-lo a não avançar demais durante toda a partida com os coreanos. "Isso não me incomoda de jeito nenhum", afirma Pembele. "São instruções e é para o bem da equipe. Eu respeito, ele é o chefe", completa.

"Estou contente com a minha atuação", finaliza Pembele. "Lamento apenas o gol que sofremos no final da partida. Estraga um pouco, mas o essencial é estarmos classificados para as oitavas." Os jovens franceses acabaram vencendo por 3 a 1 e aguardam com tranquilidade pelo último duelo da chave, contra o Haiti.

Explore esse tópico

Matérias recomendadas