Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

Copa do Mundo da FIFA Sub-17 Brasil 2019™

26 de outubro - 17 de novembro

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Caçula do clã Van Hattum está pronto para o Brasil

New Zealand's Oskar Van Hattum (L) during the 2018 OFC U-16 Championship
© OFC
  • Oskar Van Hattum é o quarto integrante da família a representar a Nova Zelândia
  • O tio jogou contra a Seleção Brasileira na Copa de 1982
  • Os kiwis enfrentarão o anfitrião Brasil no próximo Mundial Sub-17

A Nova Zelândia já produziu algumas famílias famosas no mundo do futebol, que tiveram mais de um representante nas seleções do país. Os Rufer encabeçam uma lista que conta também com sobrenomes como Armstrong, De Jong e Fallon. No entanto, nada se compara aos feitos da família Van Hattum.

E essa é uma história que certamente ainda terá muitos capítulos. Afinal, Oskar van Hattum tem apenas 17 anos e deve vestir a camisa branca da Nova Zelândia no próximo Mundial da categoria, que será disputado a partir do final de outubro no Brasil. Oskar teve um papel de destaque nas eliminatórias da Oceania, realizadas no ano passado, e é simplesmente o quarto Van Hattum a representar uma seleção de futebol do seu país.

O mais conhecido é o tio do garoto, Frank, goleiro da incrível equipe neozelandesa que desafiou todos os prognósticos e se classificou para a sua primeira Copa do Mundo da FIFA, em 1982. Como se fosse pouco, as tias Grazia e Marie-Jose também jogaram pela Nova Zelândia. Já o pai de Oskar, Terry, disputou a pricipal competição de clubes do país, assim como o primo Nick.

O talento futebolístico do clã pode ser retraçado até o avô de Oskar, Frits van Hattum, que deixou a Holanda para viver na Nova Zelândia no início da década de 1950. Certamente impactado pela onipresença das traves de rúgbi nos campos locais, o holandês ajudou a introduzir o futebol nas escolas da região de Taranaki. Técnico talentoso, foi também o responsável pelo pontapé inicial nas carreiras de diversos goleiros conhecidos, inclusive os próprios filhos.

Brazil's Socrates tries to score past New Zealand's Frank van Hattum at the 1982 FIFA World Cup
© imago

Como se pode imaginar, o futebol faz parte da vida de Oskar desde que ele consegue recordar. “Eu já brincava de bola quando mal sabia caminhar, então comecei bem cedo”, contou ao FIFA.com. “Não lembro de nenhuma época em que o futebol não fizesse parte das conversas em família, nem de não ter uma bola pela casa. [Frank jogando a Copa do Mundo) mostrou que ir longe no esporte é possível, então é uma grande inspiração.”

A anedota preferida na casa da família é que Zico marcou um dos gols mais bonitos da sua carreira superando Frank van Hattum com uma bicicleta inesquecível e aparentemente sem esforço na Espanha 1982. A partida contra a mítica Seleção Brasileira dos ídolos Falcão, Éder, Sócrates e Zico, entre outros, continua sendo uma referência na história do futebol neozelandês.

Agora, o mais novo Van Hattum nos gramados viverá a sua própria experiência no país do futebol. Os kiwis enfrentarão os donos da casa pelo Grupo A, que conta ainda com Angola e Canadá.

“Enfrentar o Brasil no Brasil é um dos objetivos da minha vida”, explica o jovem atacante. “Quando se é um garoto, jogar e marcar um gol pelo seu país em uma Copa do Mundo certamente é um sonho.”

New Zealand celebrate winning the 2018 OFC U-16 Championship
© OFC

Van Hattum viajará ao Brasil inspirado não só pelas conquistas dos seus familiares, mas também pelo desempenho recente das seleções juvenis da Nova Zelândia. O país desenvolveu um sólido histórico de classificação aos mata-matas dos torneios da FIFA, com destaque para a surpreendente medalha de bronze no Mundial Feminino Sub-17 do ano passado.

“Sabemos que será difícil, mas apostamos em sair do grupo”, diz Van Hattum, que é um dos 12 jogadores da base do Wellington Phoenix em busca de um lugar na seleção. “A conquista das meninas sub-17 é algo que nos servirá de base. A nossa atitude é que, se elas podem, nós também podemos.”

A Nova Zelândia nos torneios juvenis da FIFA
Copa do Mundo Sub-17: oitavas de final (2009, 2011, 2015)
Copa do Mundo Feminina Sub-17: terceiro lugar (2018)
Copa do Mundo Sub-20: oitavas de final (2015, 2017, 2019)
Copa do Mundo Feminina Sub-20: quartas de final (2014)

Explore esse tópico

Matérias recomendadas

Estadio Bezerrao

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Confirmados os horários das partidas do Brasil 2019

25 jul 2019

Reiner of Brazil

Copa do Mundo Sub-17 da FIFA

Dalla Déa compara Reinier a Raí e Kaká

29 jul 2019