Argentina volta ao pódio
© Getty Images

A mais recente edição do Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola chega com novidades em relação ao mês passado. As 77 partidas disputadas em outubro pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 garantiram algumas mudanças em comparação com a lista anterior.

No grupo dos 20 primeiros, Espanha e Alemanha permanecem confortáveis na primeira e segunda posições, respectivamente. Já a Argentina derrubou Portugal para a quarta colocação depois de vencer Uruguai (11º lugar após cair quatro postos) e Chile (21º, também com queda de quatro posições). Quem também se beneficiou de duas vitórias foram Itália (5º) e Rússia (9º), ambas galgando três colocações. Com isso, os russos estão de volta ao top ten pela primeira vez desde outubro de 2010.

O Brasil, que vem perdendo espaço por não estar disputando as partidas mais valorizadas no ranqueamento, já que é o país-sede do próximo Mundial, conseguiu avançar uma posição graças a dois triunfos seguidos em amistosos com Iraque (97º, caindo 17) e Japão (24º, caindo um). Em novembro, a Seleção aparece no 13º lugar.

Enquanto isso, seis nações alcançaram a sua melhor classificação desde o lançamento do ranking, em 1993: Argélia (19º, subindo cinco), Haiti (57º, subindo três), República Dominicana (92º, subindo dez), São Cristóvão e Névis (106º, subindo 16), Filipinas (143º, subindo quatro) e Timor-Leste (187º, subindo 19).

A edição de novembro do Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola reflete os resultados de 146 partidas disputadas no último mês, das quais 77 foram válidas pelas eliminatórias para o Mundial no Brasil e 25 por competições classificatórias na Ásia e na região da América do Norte, Central e Caribe. Os outros 44 jogos foram amistosos.

O ranking em números — novembro de 2012:

Primeiro colocado

Espanha (inalterado)

Quem entrou no top ten

Rússia (9º, subindo três)

Croácia (10º, subindo um)

Quem saiu do top ten

Uruguai (11º, caindo quatro)

Grécia (12º, caindo dois)

Total de jogos disputados

146

Quem mais jogou

Laos (seis partidas)

Quem mais ganhou pontos

Hungria (160)

Quem mais subiu

Santa Lúcia (39 postos)

Quem mais perdeu pontos

Eslovênia (101)

Quem mais caiu

Congo (21 postos)