Emblema Oficial
© FIFA.com

Cada edição da Copa do Mundo da FIFA tem uma identidade própria, uma imagem única que circula em todo o globo desde os preparativos até os instantes decisivos do torneio.

Um componente essencial dessa imagem é o Emblema Oficial, que forma a base da identidade do torneio e constitui uma referência exclusiva para todos aqueles envolvidos no Mundial nos anos que precedem o pontapé inicial. Para torcedores e afiliadas comerciais, passando por todos os produtos licenciados, o emblema simboliza a associação com a bandeira futebolística do evento e, após o encerramento, permanece por anos a fio na memória coletiva, especialmente da nação campeã.

A função do Emblema Oficial é fornecer uma representação visual marcante do torneio e do país-sede. No entanto, chegar a essa síntese é um grande desafio. No caso da Copa do Mundo da FIFA 2014, a FIFA e o Comitê Organizador Brasileiro precisavam caracterizar uma nação rica e vibrante, dona de um patrimônio cultural vastíssimo e que se firma rapidamente como uma das economias mais modernas e influentes do planeta.

Para projetar essas duas dimensões — a modernidade e a diversidade do Brasil —, a FIFA e o Comitê Organizador convidaram 25 agências brasileiras a confeccionarem o Emblema Oficial do Mundial de 2014. Ao término do prazo, mais de 125 propostas foram apresentadas. Todas elas foram analisadas pelas duas entidades, que prepararam uma lista com os melhores desenhos.

A tarefa de selecionar a imagem vencedora ficou a cargo de uma comissão composta por sete membros. Entre eles estavam o arquiteto Oscar Niemeyer, o designer Hans Donner, a modelo Gisele Bündchen, o escritor Paulo Coelho e a cantora Ivete Sangalo, além do presidente da Confederação Brasileira de Futebol e presidente do Comitê Organizador Brasileiro, Ricardo Teixeira, e do secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke.

Pediu-se que os membros da comissão avaliassem os logotipos, dando notas a cada um em uma série de quesitos. Além da impressão geral, eles deveriam analisar a maneira como o desenho transmitia o espírito do Brasil e a relação do país com a Copa do Mundo da FIFA. O aspecto artístico e a originalidade também foram levados em conta.

Ao término do processo de avaliação, todas as notas foram somadas para que se revelasse a imagem vencedora, criada pela agência Africa.

A ideia para o emblema veio de uma célebre fotografia de três mãos que levantam juntas o troféu mais famoso do planeta. Além da mensagem humanista das mãos entrelaçadas, o desenho em verde e amarelo representa a acolhida generosa que o mundo receberá no país anfitrião.

A vitória e a união são os principais sentimentos simbolizados pelas mãos estilizadas na figura. O verde e o amarelo presentes na bandeira nacional aludem ainda a duas marcas registradas do Brasil: as belas praias douradas pelo sol e a exuberância tropical das florestas. A combinação entre a imagem forte, a tipografia contemporânea e as cores vivas é extremamente feliz em capturar a modernidade e a diversidade brasileiras.

A representação do troféu no Emblema Oficial também é bastante adequada, considerando-se o fato de o Brasil ser a única nação a ter vencido a Copa do Mundo da FIFA cinco vezes.

A mensagem evidenciada pelo emblema é a do laço especial que une a FIFA, o Mundial e o Brasil, país-sede da Copa do Mundo da FIFA 2014.