Argentina vence, mas não evita eliminação
© AFP

A Argentina terminou com vitória sua participação no Campeonato Sul-Americano Sub-20. Mas, ainda assim, não houve festa. Nesta quinta-feira, a anfitriã da competição fechou a última rodada da fase de grupos já sabendo que estava eliminada após a vitória do Paraguai pouco antes. E, mesmo que não tenha comemorado os gols diante da torcida no estádio das Malvinas Argentinas, em Mendoza, a alviceleste minimizou o fiasco ao bater o time misto da Colômbia por 3 a 2.

Ao final da fase, a campanha dos maiores campeões mundiais da categorias - com seis títulos, um a mais que o Brasil -, foi pífia. Em quatro jogos, a anfitriã perdeu para Chile e Paraguai, empatou com a modesta Bolívia - que terminou em último, com apenas um ponto e 15 gols sofridos, e só foi vencer a já classificada Colômbia, que chegou aos seis pontos. O melhor da chave - e do campeonato até agora - é o Chile, que alcançou 100% de aproveitamento na primeira fase. O Paraguai, com seis pontos, foi o último a se garantir no hexagonal final.

Na partida, os colombianos entraram em campo com um time misto e sofreram o primeiro gol logo aos 13 minutos de jogo. O camisa 10 Alan Ruíz cobrou pênalti com categoria e venceu o goleiro Cristian Bonilla. E no primeiro minuto da etapa complementar, os torcedores da casa puderam comemorar mais uma vez quando Juan Iturbe apareceu na área para marcar de cabeça.

Poucos instantes depois, a Colômbia renasceu na partida quando Brayan Perea acertou forte cabeçada e descontou no placar. Mesmo com toda a decepção, os torcedores em Mendoza não pararam de incentivar e empurraram os garotos argentinos. Assim, o terceiro gol saiu dos pés do meia Augustín Allione. Já no fim, Juan Quintero, um dos destaques do torneio, soltou o pé em cobrança de falta, marcando um golaço e diminuindo para os colombianos.

Paraguai goleia
A grande decepção argentina só veio por conta do triunfo paraguaio no primeiro jogo da noite desta quinta. E ele veio com estilo: 5 a 1 sobre a eliminada Bolívia. Pérez fez dois, enquanto Gómez, González e Rojas fecharam o placar. Para a Bolívia, Vargas diminuiu.