Seleção desencanta e ainda sonha
© AFP

Não foi com um futebol exuberante, mas ao menos a Seleção Brasileira desencantou no Campeonato Sul-Americano Sub-20 e conseguiu sua primeira vitória na competição. Nesta quarta-feira, a equipe derrotou a Venezuela por 1 a 0 e passou a depender apenas de seus esforços, na última rodada, para assegurar a classificação para o hexagonal final.

O meia santista Felipe Anderson marcou, de pênalti, o gol do triunfo. A penalidade surgiu no final do primeiro tempo, em bola cruzada na área, e foi cobrada com confiança pelo jovem companheiro de Neymar, no meio do gol.

Com os três pontos conquistados, a Seleção vai a quatro e afasta momentaneamente o risco de eliminação antecipada. Na próxima sexta-feira, a equipe encara o Peru no fechamento do grupo. A Venezuela, que tem três pontos, joga a vida contra o Uruguai, líder da chave com cinco pontos.

Depois de um empate e uma derrota nas rodadas anteriores, o Brasil entrou em campo precisando da vitória para evitar uma eliminação precoce. Assim, o técnico Émerson Ávila promoveu mudanças na equipe, colocando em campo Igor Julião, Felipe Anderson, Bruno Mendes e Rafinha Alcântara. Já Wallace, Fred, Adryan e Matheus deixaram o time titular.

A resposta foi boa nos primeiros minutos, em que a Seleção chegou com perigo duas vezes seguidas. Bruno Mendes, que não alcançou a bola em um primeiro lance, acabou acertando a trave do goleiro Contreras com uma cabeçada à queima roupa.

Na sequência, porém, a Venezuela respondeu, após vacilo do arqueiro Luiz Gustavo. Após cruzamento, o jogador do Vitória hesitou em cruzamento na área e quase entregou o ouro, aos nove minutos.

Depois disso, a partida esfriou até os 45 minutos, quando, em uma bola alçada na área por Rafinha Alcântara, Lucas Cândido foi puxado por Sifontes e o árbitro Raul Orosco assinalou pênalti. Na cobrança, Felipe Anderson mostrou frieza, batendo firme no meio enquanto Contreras pulou para a direita.

Na etapa complementar, o jogo seguiu morno, mesmo com as alterações dos dois técnicos. A Venezuela foi quem assustou primeiro, aos 38 minutos, em lance confuso na área. Em escanteio de Zambrano, a bola sobrou para Hernández, que tinha tudo para empatar, mas pegou muito mal de canhota.

Melhor jogador em campo, foi dos pés de Rafinha Alcântara que saiu a única grande jogada da etapa complementar.Após chute de fora da área do meia do Barcelona, Contreras deu rebote e Doria completou em condições legais, mas a arbitragem anulou equivocadamente o segundo gol brasileiro.

Equador perto da vaga
Buscando sua segunda vitória consecutiva no Sul-americano Sub-20, a seleção do Peru encarou o Equador no estádio Bicentenário, em Mendoza, e saiu de campo em situação complicada no Grupo B. Após saírem na frente, os peruanos levaram a virada por 2 a 1 para o equatorianos e agora precisam da vitória contra o Brasil para avançar.

O resultado faz com que o Peru permaneça com quatro pontos, perdendo a chance de conquistar a vaga no hexagonal final com antecedência. Já o Equador fica com cinco pontos, deixando a lanterna com a Venezuela.