Coreia do Sul
© Getty Images

Ontem
Há quatro anos, a Coreia do Sul surpreendeu a todos ao se classificar para as semifinais da Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA já na sua segunda participação no grande palco global. Liderada pela goleadora e capitã Ji Soyun, as sul-coreanas bateram Suíça e Gana na fase de grupos para chegar às quartas de final e derrotar o México por 3 a 1. Embora o conto de fadas tenha terminado diante da anfitriã e futura campeã Alemanha nas semifinais, a seleção asiática voltou para casa de cabeça erguida após ter conquistado a terceira posição. No Mundial seguinte, em 2012, a Coreia do Sul chegou a dar a impressão de que repetiria a bela campanha ao vencer Itália e Brasil na primeira fase, mas teve as esperanças frustradas com uma derrota por 3 a 1 diante do anfitrião Japão nas quartas.

Hoje
Como não tinha conseguido conquistar inicialmente a vaga para a Copa do Mundo Feminina Sub-20 há dois anos, tendo garantido a classificação de última hora graças a uma mudança no país-sede, a Coreia do Sul estava ansiosa para se redimir no Campeonato Asiático Sub-19 de 2013. E foi exatamente o que aconteceu em Nanquim, na China, onde as sul-coreanas conquistaram seu segundo título continental desde 2004. A seleção do técnico Jong Songchon estreou contra a anfitriã China e chegou a estar perdendo, mas conseguiu buscar um empate em 2 a 2. Na segunda rodada da competição, disputada em formato de hexagonal, a equipe goleou Mianmar por 7 a 0, com direito a cinco gols da capitã Jang Selgi. Em seguida, a Coreia do Sul ganhou do arquirrival Japão por 2 a 0 e da Coreia do Norte por 2 a 1 para assegurar presença no Canadá 2014, antes de fechar a campanha com uma vitória por 2 a 1 sobre a Austrália.

Amanhã 
Embora o futebol feminino sul-coreano não tenha conseguido aproveitar tão bem o impulso gerado pelo extraordinário ano de 2010, jogadoras como Ji Soyun e Yeo Minji se tornaram parte da espinha dorsal da seleção principal desde então. Entre as estrelas da nova geração sub-20, o grande destaque sem dúvida é a capitã Jang Selgi, que completou uma exitosa transição de lateral para atacante após ter ajudado a Coreia do Sul a conquistar a Copa do Mundo Feminina Sub-17 da FIFA no Trinidad e Tobago há quatro anos.