Coreia do Norte
© Foto-net

Ontem
As realizações da Coreia do Norte em nível júnior não precisam de apresentação depois dos grandes resultados nas duas últimas edições da Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA. As norte-coreanas ficaram de fora dos torneios de 2002 e 2004 no Canadá e na Tailândia, mas saíram do nada para conquistarem o título na Rússia 2006 logo na estreia. Dois anos depois, voltaram a fazer bonito ao perderem somente dos EUA na final por 2 a 1.

Hoje
O técnico Choe Kwang-Sok tem à disposição jogadoras talentosas como Ho Un-Byol, que teve grande participação no título da edição inaugural da Copa do Mundo Feminina Sub-17 da FIFA em 2008. Assim, como era de se esperar, as norte-coreanas passaram sem dificuldades da fase de grupos das eliminatórias. Porém, perderam do Japão por 1 a 0 nas semifinais, resultado que as obrigou a disputar a terceira e última vaga com a China. No jogo decisivo, Ho marcou o único gol para garantir a classificação do seu país em detrimento das anfitriãs.

Amanhã
Com dois troféus de competições da FIFA, a Coreia do Norte agora só entra para ganhar. Apesar da terceira colocação nas eliminatórias asiáticas, o técnico Choe afirma que está de olho no título mundial. "Jogamos para conquistar o título asiático, mas fracassamos", declarou. "O nosso objetivo agora é derrotar as seleções europeias para ganhar a Copa do Mundo e orgulhar a Ásia."

Nomes e números
Craques do passado
Kim Kyong-Hwa e Kim Song-Hui (2006); Cha Hu-Nam e Ra Un-Sim (2008)

Destaques individuais
Ho Un-Byol (meia), Jon Myong-Hwa (atacante) e Hong Myong-Hui (goleira)

Campanha nas eliminatórias
A Coreia do Norte teve uma participação impressionante, com 14 gols marcados e apenas um sofrido, justamente na derrota por 1 a 0 contra o Japão nas semifinais.

O número
2 — A seleção norte-coreana disputou apenas duas edições do Mundial Feminino Sub-20, mas chegou à final em ambas as ocasiões.