• México 2011

    • Campeão: México
    • Vice-campeão: Uruguai
    • Terceiro: Alemanha
    • Quarto: Brasil
    • Bola de Ouro adidas: Julio GOMEZ (MEX)
    • Chuteira de Ouro adidas: Souleymane COULIBALY (CIV)
    • Luva de Ouro adidas: Jonathan CUBERO (URU)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Japão
    Mexican players celebrate winning the FIFA U-17 World Cup during the FIFA U-17 World Cup Mexico 2011 Final match between Uruguay and Mexico at the Azteca Stadium on July 10, 2011 in Mexico City, Mexico
  • Nigéria 2009

    • Campeão: Suíça
    • Vice-campeão: Nigéria
    • Terceiro: Espanha
    • Quarto: Colômbia
    • Bola de Ouro adidas: Sani EMMANUEL (NGA)
    • Chuteira de Ouro adidas: BORJA (ESP)
    • Luva de Ouro adidas: Benjamin SIEGRIST (SUI)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Nigéria

    A Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Nigéria 2009 foi uma ocasião histórica para o futebol da Suíça. O país entrou no torneio desacreditado, mas emergiu com o seu primeiro título de campeão do mundo em toda a história.

  • Coreia do Sul 2007

    • Campeão: Nigéria
    • Vice-campeão: Espanha
    • Terceiro: Alemanha
    • Quarto: Gana
    • Bola de Ouro adidas: Toni KROOS (GER)
    • Chuteira de Ouro adidas: Macauley CHRISANTUS (NGA)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Costa Rica

    Depois de alguns anos sem aparecer com destaque, a Nigéria se reergueu com a conquista do Mundial Sub-17 da FIFA Coreia do Sul 2007, o terceiro na história do país. Mesmo com a longa ausência, a volta por cima de uma das seleções mais tradicionais na categoria juvenil era inevitável.

  • Peru 2005

    • Campeão: México
    • Vice-campeão: Brasil
    • Terceiro: Holanda
    • Quarto: Turquia
    • Bola de Ouro adidas: ANDERSON (BRA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Carlos VELA (MEX)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Coreia do Norte

    Antes do início do Mundial Sub-17 da FIFA Peru 2005, os países mais tradicionais despontavam como favoritos. Brasil, Uruguai, Gana e Holanda cresciam nas apostas, mas quase ninguém falava do México. Logo na estreia, porém, quando superaram com autoridade um Uruguai que havia dominado as eliminatórias sul-americanas, os mexicanos mostraram que não deveriam ter sido descartados e que iriam brigar pelo título da competição.

  • Finlândia 2003

    • Campeão: Brasil
    • Vice-campeão: Espanha
    • Terceiro: Argentina
    • Quarto: Colômbia
    • Bola de Ouro adidas: Cesc FABREGAS (ESP)
    • Chuteira de Ouro adidas: Cesc FABREGAS (ESP)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Costa Rica

    O Brasil conquistou o terceiro título nas últimas quatro edições do Mundial Sub-17 da FIFA apoiado na mesma combinação que fez com que a seleção principal voltasse a ser dominante: defesa firme, ótimo preparo físico, muita técnica e a tradicional habilidade para atacar.

  • Trinidad e Tobago 2001

    • Campeão: França
    • Vice-campeão: Nigéria
    • Terceiro: Burkina Fasso
    • Quarto: Argentina
    • Bola de Ouro adidas: Florent SINAMA PONGOLLE (FRA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Florent SINAMA PONGOLLE (FRA)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Nigéria

    Mesmo com apenas uma aparição anterior no Mundial Sub-17 da FIFA  no Canadá 1987, quando terminou em sexto lugar —, a França chegou a Trinidad e Tobago determinada a repetir os passos da seleção principal, campeã da Copa do Mundo da FIFA 1998 e da Euro 2000.

  • Nova Zelândia 1999

    • Campeão: Brasil
    • Vice-campeão: Austrália
    • Terceiro: Gana
    • Quarto: EUA
    • Bola de Ouro adidas: Landon DONOVAN (USA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Ismael ADDO (GHA)
    • Prêmio FIFA Fair Play: México

    A Seleção Brasileira comandada pelo técnico Carlos César repetiu o feito do Egito 1997 e conquistou o bicampeonato do Mundial Sub-17 da FIFA. No entanto, a campanha na Nova Zelândia foi bem diferente da anterior e ficou marcada pelas dificuldades enfrentadas principalmente na primeira fase.

  • Egito 1997

    • Campeão: Brasil
    • Vice-campeão: Gana
    • Terceiro: Espanha
    • Quarto: Alemanha
    • Bola de Ouro adidas: SERGIO (ESP)
    • Chuteira de Ouro adidas: DAVID (ESP)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Argentina

    O Brasil chegou ao Egito com o objetivo de conquistar uma das poucas taças da FIFA que haviam escapado nos anos anteriores. Ciente do desafio, o técnico Carlos César modelou a equipe a partir do habilidoso quarteto formado por Ronaldinho Gaúcho, Abel, Matuzalém e Fábio Pinto.

  • Equador 1995

    • Campeão: Gana
    • Vice-campeão: Brasil
    • Terceiro: Argentina
    • Quarto: Omã
    • Bola de Ouro adidas: Mohamed AL KATHIRI (OMA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Daniel ALLSOPP (AUS)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Brasil

    Em 1955, Gana estabeleceu nova marca ao chegar à terceira final seguida do Mundial Sub-17 da FIFA, no Equador. Com a conquista do bicampeonato, provou ser a maior força e o país a ser batido na categoria. A seleção liderada pelo treinador Samuel H. Arday mais uma vez combinou força física e ótima técnica e foi superior a todos os rivais no torneio.

  • Japão 1993

    • Campeão: Nigéria
    • Vice-campeão: Gana
    • Terceiro: Chile
    • Quarto: Polônia
    • Bola de Ouro adidas: Daniel ADDO (GHA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Wilson ORUMA (NGA)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Nigéria

    Em uma final 100% africana, a Nigéria superou Gana e conquistou o título da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Japão 1993, o segundo da história do país. Os nigerianos se impuseram do início ao fim e se tornaram a seleção mais temida do campeonato graças à combinação de excepcional forma física, grande senso de organização e tática ofensiva.

  • Itália 1991

    • Campeão: Gana
    • Vice-campeão: Espanha
    • Terceiro: Argentina
    • Quarto: Catar
    • Bola de Ouro adidas: Nii Odartey LAMPTEY (GHA)
    • Chuteira de Ouro adidas: ADRIANO (BRA)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Argentina

    O primeiro título de Gana na Copa do Mundo Sub-17 da FIFA foi amplamente merecido. Ao longo do campeonato, a seleção encontrou o equilíbrio entre talento individual e futebol coletivo e foi recompensada por buscar sempre a iniciativa do jogo e a criatividade em campo.

  • Escócia 1989

    • Campeão: Arábia Saudita
    • Vice-campeão: Escócia
    • Terceiro: Portugal
    • Quarto: Bahrein
    • Bola de Ouro adidas: James WILL (SCO)
    • Chuteira de Ouro adidas: Fode CAMARA (GUI)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Bahrein

    Em um torneio cheio de surpresas, a Arábia Saudita mostrou organização, ótima disciplina tática e bom padrão de jogo para conquistar o seu primeiro título da Copa do Mundo Sub-16 da FIFA.

  • Canadá 1987

    • Campeão: União Soviética
    • Vice-campeão: Nigéria
    • Terceiro: Costa do Marfim
    • Quarto: Itália
    • Bola de Ouro adidas: Philip OSUNDO (NGA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Moussa TRAORE (CIV)
    • Prêmio FIFA Fair Play: União Soviética

    A União Soviética foi amplamente superior às demais seleções na Copa do Mundo Sub-16 da FIFA Canadá 1987. Com ótimo preparo físico e mental, os soviéticos passaram sem dificuldades pela primeira fase. Nos três primeiros jogos, o único deslize veio no empate com a atual campeã Nigéria. Em seguida, eles subiram de produção nas goleadas por 4 a 2 sobre a Bolívia, então campeã sul-americana, e por 7 a 0 sobre o México, maior força da CONCACAF.

  • China 1985

    • Campeão: Nigéria
    • Vice-campeão: Alemanha Ocidental
    • Terceiro: Brasil
    • Quarto: Guiné
    • Bola de Ouro adidas: WILLIAM (BRA)
    • Chuteira de Ouro adidas: Marcel WITECZEK (GER)
    • Prêmio FIFA Fair Play: Alemanha Ocidental

    A combinação de força, habilidade e esquema ofensivo foi decisiva para que a Nigéria conquistasse o primeiro título da Copa do Mundo Sub-16 da FIFA. Mesmo com alguns sustos durante a campanha, a seleção africana se mostrou superior aos rivais em praticamente todos os fundamentos.

Torneios
Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Todas as edições