Parabéns a você!
© Getty Images

Como em todas as semanas, o FIFA.com homenageia os aniversariantes dos próximos dias no mundo do futebol. Os grandes destaques são o veterano Dino Zoff, campeão mundial em 1982, e Fernando Llorente, que ficou com o título em 2010.

24/02 — Mahmoud Guendouz (60) escreveu uma das mais belas páginas da história da seleção argelina ao participar da campanha que levou seu país pela primeira vez para uma Copa do Mundo da FIFA, em 1982. Em solo espanhol, a Argélia de Guendouz venceu a Alemanha Ocidental e o Chile. Quatro anos mais tarde, disputou mais um Mundial, agora no México. Em 1980, participou do Torneio Olímpico de Futebol realizado em Moscou. Defendeu duas equipes de seu país natal, Hussein Dey e El Biar, experiências intercaladas pelo período em que atuou pelo francês Martigues.

25/02 — Yuji Nakazawa (35) entrou para a história do selecionado japonês ao participar com seu país de duas edições da Copa do Mundo da FIFA: Alemanha 2006 e África do Sul 2010. Disputou também o Torneio Olímpico de Futebol em Sydney 2000 e ostenta no currículo o bicampeonato da Copa Asiática de Seleções, conquistada na Líbano 2000 e no China 2004, além da quarta colocação obtida na edição de 2007. Foi convocado mais de cem vezes para defender o Japão. Seus primeiros chutes com a camisa de um clube de seu país aconteceram no Verdy Kawasaki, de onde se transferiu para o Yokohama Marinos, clube com o qual foi bicampeão nacional.

26/02 — Fernando Llorente (28) conquistou com a seleção espanhola a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, a Euro 2012 e a terceira colocação na Copa das Confederações da FIFA 2009. Mais jovem, disputara a Copa do Mundo Sub-20 da FIFA Holanda 2005, quando faturou a Chuteira de Prata, perdendo a de ouro para ninguém menos que Lionel Messi. Após um início de carreira profissional pelo modesto Baskonia, na quarta divisão, fez as malas para defender o Athletic Bilbao. Com Llorente, o clube basco ressurgiu na cena nacional e continental, chegando à final da Copa da UEFA, da Copa do Rei em duas oportunidades, e da Supercopa da Espanha. Recentemente, assinou contrato com a Juventus de Turim e deixará o futebol espanhol no início da próxima temporada europeia.

27/02 — Koo Jacheol (24) se tornou uma das principais armas ofensivas da Coreia do Sul. Foi artilheiro da última Copa Asiática de Seleções Catar 2011, quando os sul-coreanos ficaram com a terceira colocação. Mais recentemente, conquistou a medalha de bronze no Torneio Olímpico de Futebol em Londres 2012. Disputa atualmente as eliminatórias rumo à Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e busca garantir sua primeira participação no maior palco do futebol mundial. Um gostinho da experiência ele já teve, quando participou da Copa do Mundo Sub-20 da FIFA Egito 2009. Na oportunidade, os Guerreiros Taeguk acabaram eliminados por Gana, que seria a campeã daquela edição. Fora da seleção, foi vice-campeão nacional com o Jeju United, de onde saiu para tentar a sorte com o Wolfsburg, sendo emprestado no início da última temporada europeia para o Augsburg. O contrato vai até o final da próxima temporada.

28/02 — Dino Zoff (71) está entre os maiores goleiros que o futebol italiano já viu. Com a Squadra Azzurra, disputou três edições seguidas da Copa do Mundo da FIFA: Alemanha Ocidental 1974, Argentina 1978 e Espanha 1982. Nesta última, quando já tinha 40 anos, vestiu a braçadeira de capitão e ajudou seu país a ficar com a taça. Antes disso, em 1968, conquistara a primeira Euro da história da Itália, ficando com a quarta colocação 12 anos mais tarde. Começou a se destacar com a camisa da Udinese, saindo de lá para defender Mantova e, mais tarde, o Napoli. Mas foi a transferência para a Juventus que representou uma grande guinada em sua carreira. Com o clube de Turim, foi hexacampeão nacional, bicampeão da Copa da Itália e campeão da Copa da UEFA. Após pendurar as chuteiras, tornou-se treinador do alvinegro italiano e faturou a Copa da Itália e a Copa da UEFA. Depois de comandar a Lazio por vários anos, assumiu a seleção nacional, sagrando-se vice-campeão da Euro 2000 ao perder a decisão para a França no gol de ouro. Retornou à Lazio antes de dirigir seu último time, a Fiorentina.

01/03 — Martin O'Neill (61) conheceu as glórias da vitória tanto com as chuteiras no pé quanto no cargo de treinador. Ajudou a Irlanda do Norte a retornar à cena mundial, em 1982, nada menos que 24 anos depois da última participação do país na Copa do Mundo da FIFA, em solo sueco. Iniciou sua longa carreira pelo Lisburn Distillery, com quem faturou a Copa da Irlanda do Norte antes de aderir ao futebol inglês. Com as cores do Nottingham Forest, foi campeão inglês e bicampeão da Copa da Liga, faturando ainda o Charity Shield. Seu desempenho ultrapassou as fronteiras da Inglaterra ao vencer a Liga dos Campeões da UEFA em duas oportunidades e a Supercopa da Europa uma vez. Defendeu ainda Norwich, Manchester City e Notts County, pendurando as chuteiras pelo Fulham. Como técnico, abocanhou com o Wycombe Wanderers o título da Conferência de Futebol e a Taça da Inglaterra, torneios de menor porte, e promoveu a equipe à segunda divisão do Campeonato Inglês. Passou por Norwich City e Leicester City, levando este último à primeira divisão e ao bicampeonato da Copa da Liga. Já no comando do Celtic, foi tricampeão escocês e da Copa da Escócia, além de campeão da Copa da Liga. Retornou à Inglaterra para dirigir o Aston Villa e hoje comanda o Sunderland.

02/03 — Jong Tae Se (29) ajudou a colocar a Coreia do Norte novamente na Copa do Mundo da FIFA, em 2010, nada menos que 40 anos após o país ter disputado o Mundial pela última vez, na Inglaterra 1966. Disputou também a Copa Asiática de Seleções Catar 2011. Iniciou a carreira profissional pelo Kawasaki Frontale. Quatro anos e meio depois, acabou sendo contratado pelo alemão Bochum e transferido em seguida para o Colônia. No começo da última temporada, assinou contrato com o sul-coreano Suwon Samsung Bluewings.