Parabéns a você!
© Getty Images

O FIFA.com parabeniza grandes nomes do futebol mundial que comemoram aniversário na semana que se inicia. Entre eles estão o campeão mundial Arbeloa e o vitorioso goleiro egípcio El Hadary.


13/01 — Akira Kaji (33) deixou sua marca no futebol japonês, tanto nos clubes por onde passou quanto na seleção. Pelo combinado do Japão, participou do vice-campeonato obtido pelo país na Copa do Mundo Sub-20 da FIFA Nigéria 1999 e da conquista da Copa Asiática de Seleções em 2004. Foi convocado para a disputa da Copa das Confederações da FIFA 2005 e participou da campanha que culminou na terceira classificação consecutiva do Japão para a Copa do Mundo da FIFA, disputando o Mundial na Alemanha 2006. Já com o Gamba Osaka, faturou a Liga dos Campeões da Ásia 2008 e ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de Clubes da FIFA, sagrando-se ainda bicampeão da Copa do Imperador, e campeão da Supercopa do Japão e da Copa da Liga. Antes de abocanhar todos esses títulos, passou por Cerezo Osaka, Oita Trinita e FC Tokyo.

14/01 — Dominique Rocheteau (58) levou a França à conquista de sua primeira Euro, em 1984, e disputou três edições da Copa do Mundo da FIFA: Argentina 1978, Espanha 1982, quando os Bleus ficaram em quarto lugar, e México 1986, quando chegaram na terceira posição. Atuou por apenas três clubes em toda a carreira. O primeiro deles foi o Saint-Étienne, clube com o qual foi tricampeão francês e campeão da Copa da França, além de finalista da Copa dos Campeões da Europa (antigo nome da Liga dos Campeões). Pelo Paris Saint-Germain, sagrou-se campeão nacional e bicampeão da Copa da França. Após sete anos na capital, transferiu-se para o Toulouse, onde pendurou as chuteiras.

15/01 — Essam El Hadary (40) está entre os melhores goleiros da história do futebol egípcio, africano e até mesmo mundial. Entre 2006 e 2010, foi tricampeão da Copa Africana de Nações — torneio que já havia vencido em 1998 — e eleito melhor arqueiro da competição nas três oportunidades. Disputou as duas únicas edições da Copa das Confederações da FIFA que contaram com a participação do Egito: México 1999 e África do Sul 2009. Conquistou os Jogos Pan-Africanos e os Jogos Pan-Árabicos. Começou a ganhar destaque ao defender as cores do Al Ahly, onde acumulou impressionantes oito títulos do Campeonato Egípcio; quatro da Copa e Supercopa do Egito, da Liga dos Campeões da África e da Supercopa da África; dois da Supercopa Árabe; e um da Liga dos Campeões Árabes. Ainda com o gigante do Cairo, disputou duas edições da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, ficando com a terceira colocação em 2006. Nos gramados europeus, tentou a sorte atuando pelo Sion, com quem conquistou a Copa da Suíça. Já com a camisa do Al Merreikh, faturou o Campeonato Sudanês e a Copa do Sudão. Ao longo da carreira, defendeu também as metas de Ismaily, Zamalek e Ittihad de Alexandria. Atualmente, busca encerrar a bela caminhada ajudando a classificar o Egito para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 após quatro tentativas sem sucesso.

16/01 — Pablo Zabaleta (28) é considerado um dos melhores laterais do planeta. Demonstrou grande talento desde muito jovem, disputando a Copa do Mundo Sub-17 da FIFA 2001 e a Copa do Mundo Sub-20 da FIFA 2003 e 2005, sagrando-se campeão desta última jogando ao lado de Lionel Messi. Faturou a medalha de ouro no Torneio Olímpico de Futebol em Pequim 2008. Desde a Copa América 2011, é titular absoluto da seleção Argentina e, atualmente, disputa as eliminatórias rumo à Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Foi revelado pelo San Lorenzo, onde foi campeão da Copa Sul-Americana. De lá, atravessou o Atlântico para defender o Espanyol, onde faturou a Copa do Rei. Após três temporadas na Catalunha, assinou com o Manchester City e conquistou a Copa da Inglaterra, o Community Shield (disputa entre os campeões da Premier League e da Copa da Inglaterra) e, na última temporada, o Campeonato Inglês.

17/01 — Álvaro Arbeloa (30) esteve presente em todas as conquistas recentes da Espanha, mais precisamente da Copa do Mundo da FIFA 2010 e das edições de 2008 e 2012 da Euro. Disputou também a Copa das Confederações da FIFA 2009, ficando com a terceira colocação. Luta atualmente para manter a titularidade na seleção espanhola e poder, assim, brigar por mais um título mundial. Iniciou a carreira nas categorias de base do Real Madrid, subindo para a equipe principal e tendo breve passagem pelo Deportivo La Coruña antes de se transferir para o Liverpool. Duas temporadas mais tarde, no entanto, acabou retornando ao clube onde tudo começou. Com os merengues, conquistou a Copa do Rei, o Campeonato Espanhol e, no início da última temporada europeia, a Supercopa da Espanha.

18/01 — Peter Beardsley (52) marcou o futebol inglês com sua participação em duas edições seguidas da Copa do Mundo da FIFA. No México 1986, foi eliminado nas quartas de final pela Argentina, campeã daquele ano. Quatro anos depois, em solo italiano, chegou muito perto de disputar a grande final, mas acabou derrotado pela Alemanha em uma inesquecível decisão por pênaltis. Na disputa pelo terceiro lugar, os donos da casa também levaram a melhor. Fora da seleção, fez parte da última geração de ouro do Liverpool, sagrando-se campeão inglês em 1988 e 1990 e vice-campeão em duas oportunidades, e conquistando ainda a Copa da Inglaterra e três Charity Shields (antigo nome do Community Shield). Protagonista de uma trajetória movimentada, Beardsley passou por Carlisle United, Vancouver Whitecaps, Manchester United, Everton, Bolton e Manchester City, pendurando as chuteiras no Melbourne Knights.

19/01 — Claudio Marchisio (27) deixou claro, na última edição da Euro, que os italianos podem contar com seu futebol no meio-campo. Isso porque a Squadra Azzurra voltou a disputar uma final do torneio após doze anos de jejum — em 2000, a derrota na decisão acontecera diante da França. Foi durante as eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 que Marchisio recebeu sua primeira convocação para a seleção principal, chamado este que se estenderia ao Mundial, quando o jogador disputaria duas partidas. Em 2008, foi chamado para defender a Itália no Torneio Olímpico de Futebol em Pequim. Foi revelado no centro de formação da Juventus, destacando-se durante a dolorosa passagem da Velha Senhora pela segunda divisão, quando o clube ficou com a primeira colocação e retornou à elite. No ano passado, ajudou o clube de Turim a reconquistar o scudetto e iniciou a nova temporada europeia faturando a Supercopa da Itália.