Parabéns a você!
© EFE

O FIFA.com homenageia grandes nomes do futebol mundial que sopram velinhas nesta semana. Entre eles estão o vitorioso técnico espanhol Vicente Del Bosque e o ídolo chileno Marcelo Salas. Confira.

23/12 — Vicente Del Bosque (62) tornou-se um dos treinadores mais marcantes da história do futebol ao garantir à Espanha seu primeiro título mundial, conquistado na Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, além de faturar a Euro 2012. Em sua época de jogador, sagrou-se pentacampeão espanhol e tetracampeão da Copa do Rei pelo Real Madrid e disputou a Euro 1980 com a seleção nacional. Quatro anos depois, pendurou as chuteiras e deu início à espetacular carreira de treinador. A equipe B do Real Madrid foi a primeira sob seu comando. Em seguida, dirigiu o time principal do clube merengue, faturando o bicampeonato espanhol, a Supercopa da Espanha, duas Ligas dos Campeões da UEFA, a Supercopa da Europa e a Copa Intercontinental.Após breve passagem pelo Besiktas, ficou parado por algumas temporadas, assumindo o comando técnico do combinado espanhol em 2008.

24/12 — Marcelo Salas (38) está entre os grandes ídolos do futebol chileno. Coma classificação para Copa do Mundo da FIFA França 1998, ajudou a recolocar seu país na cena internacional após 16 anos de ausência do Mundial. Já em solo francês,disputou quatro partidas e marcou gols importantes, ajudando a classificar o Chile para as oitavas de final. Em seguida, disputou a Copa América e parte das eliminatórias rumo à Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, quando os chilenos ficaram com uma das vagas, mas pendurou as chuteiras antes da disputa do torneio. Foi revelado pela Universidad de Chile, sagrando-se bicampeão nacional antes de assinar com o River Plate. Com o clube de Buenos Aires, foi tricampeão nacional e conquistou a Supercopa Sul-Americana. No plano individual, foi eleito Melhor Jogador do Campeonato Argentino e da América do Sul em 1997. Atuou também no futebol europeu, ajudando a tirar a Lazio do ostracismo com as conquistas da Copa da Itália e do Campeonato Italiano na mesma temporada. Ainda na capital italiana, foi bicampeão da Supercopa da Itália e campeão da Recopa Europeia e da Supercopa da Europa.Transferido para a Juventus, abocanhou mais dois scudetti e uma Supercopa da Itália. Em seu retorno ao River Plate,foi mais uma vez campeão argentino antes de vestir, pela última vez, a camisa da Universidad de Chile.

25/12 — Nabil Maaloul (50) é um dos símbolos do futebol tunisiano. Com a seleção nacional, disputou o Torneio Olímpico de Futebol em Seul 1988. Seis anos depois,foi impedido de disputar a Copa Africana de Nações 1994 devido a uma lesão.Defendeu as cores do Espérance de Túnis por oito temporadas, marcadas pelo pentacampeonato nacional e pelo bicampeonato da Copa da Tunísia. Transferiu-separa o Hannover e chegou a retornar ao Espérance antes de assinar com o saudita Al Ahli. Pendurou as chuteiras após defender o Bizertin, clube com o qual conquistou o Campeonato Tunisiano e a Recopa Árabe. Após a brilhante carreira como jogador, assumiu o cargo de técnico do Olympique du Kef. Algum tempo depois,tornou-se auxiliar de Roger Lemerre na seleção tunisiana, período em que o país conquistou a Copa Africana de Nações 2004. Em seguida, treinou Club Africain e Bizertine autuou como comentarista por algum tempo, assumindo posteriormente o Espérance de Túnis. À frente de seu clube de coração, abocanhou o tricampeonato nacional e a tríplice coroa — Copa da Tunísia, Campeonato Tunisiano e Liga dos Campeões da África —, que veio em 2011. Dirigiu o gigante do norte africano na Copado Mundo de Clubes da FIFA 2011, feito que por pouco não repetiu este ano, já que foi derrotado pelo egípcio Al Ahly na final do torneio continental.

26/12 — Hugo Lloris (26) tornou-se o goleiro titular da França, disputando a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 e a Euro 2012. Atualmente, disputa as eliminatórias por uma vaga no Brasil 2014 e segue ostentando a braçadeira de capitão dos Bleus. Foi revelado pelo Nice, clube com o qual brilhou antes de se transferir para o Lyon, onde conquistou a Copa e a Supercopa da França. No início da última temporada europeia, assinou contrato com o inglês Tottenham.

27/12 — Melissa Tancredi (31) não irá se esquecer tão cedo dos momentos que viveu em 2012, já que conquistou a medalha de bronze no Torneio Olímpico de Futebol em Londres. Em sua segunda participação na Olimpíada, a canadense foi às redes em quatro oportunidades. Além disso, disputou também as duas últimas edições da Copa do Mundo Feminina da FIFA. Fez a alegria de diversos clubes americanos,entre eles Detroit Jaguars, Atlanta Silverbacks e Saint Louis Athletica. Após passagem pelo Vancouver Whitecaps, transferiu-se para o futebol sueco, onde passou a defender o Pitea e, mais tarde, o Dalsjöfors Golf.

28/12 — Sergi Barjuan (41) sempre foi um ótimo exemplo de que a função do lateral é apoiar tanto o ataque quanto a defesa. Com a seleção espanhola, participou da Copa do Mundo da FIFA Estados Unidos 1994 e França 1998, e da Euro 1996 e 2000, ano que marcou sua despedida da seleção. Após dar seus primeiros chutes com a equipe B do Barcelona, conquistou espaço no time principal e foi tricampeão espanhol, bicampeão da Copa do Rei e da Supercopa da Espanha, e campeão da Recopa Europeia e da Supercopa da Europa. Defendeu o Atlético de Madri por três temporadas antes de pendurar as chuteiras. Alguns meses atrás, foi iniciado na carreira de treinador ao assumir o comando do Recreativo Huelva.

29/12 — Enrico Chiesa (42) marcou época no futebol italiano com seu impressionante faro de gol. Com a Squadra Azzurra, disputou a Euro 1996 e a Copa do Mundo da FIFA França 1998. Conquistou a Copa da UEFA com o Parma em 1999, sagrando-se artilheiro da competição.Revelado pela Sampdoria, passou também por outros grandes clubes, como Fiorentina e Lazio. No plano individual, foi eleito Melhor Jogador do Campeonato Italiano em 1996.