Parabéns a você!
© Getty Images

Como a cada domingo, o FIFA.com traz a você grandes nomes do planeta bola que comemoram aniversário na semana que se inicia.

18/11 — Youssef Al Tunayan
(49) entrou para a história do futebol saudita após classificar seu país para a Copa do Mundo da FIFA França 1998, participando de duas partidas e marcando dois gols contra a África do Sul. Disputou também a primeira Copa das Confederações da FIFA, realizada na Arábia Saudita em 1992. Foi na Copa Asiática de Seleções que mais brilhou, estando presente em três edições consecutivas e ajudando os sauditas a conquistarem o título continental duas vezes, em 1988 e 1996, e o vice-campeonato em 1992. Surgiu como destaque muito cedo, desfilando seu talento acima da média em torneios de base. De 1983 até pendurar as chuteiras, o Filósofo, como é conhecido, atuou em único clube. Sua casa durante esses 21 anos foi o Al Hilal, onde acumulou todas as conquistas nacionais e continentais imagináveis.

19/11 — Rodrigo Tabata (32) fez seu nome sem jamais ter vestido a camisa da seleção brasileira. Foi revelado pelo Paulista, clube com o qual foi campeão estadual ainda nas categorias de base. Alguns anos mais tarde, sagrou-se bicampeão estadual de forma consecutiva já com o time profissional do Santos. Tentou a sorte no futebol turco, defendendo Gaziantepspor e Besiktas. Com a camisa do Al Rayyan, firmou-se como um dos maiores destaques do Campeonato do Catar e conquistou a Copa do Emir, a Copa do Príncipe e a Copa do Emir Jassem. Foi eleito o melhor jogador na última temporada. 

20/11 — Abby Erceg (23) já participou de várias competições de grande porte apesar de sua pouca idade. Defendeu as cores da Nova Zelândia na Copa do Mundo Feminina da FIFA 2007 e 2011, na Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA 2008 e 2012, e no Torneio Olímpico de Futebol Feminino 2008 e 2012. Fora da seleção, defendeu Western Springs e Fencibles United antes de assinar com o também australiano Adelaide United.

21/11 — Jesus Navas (27) pode se gabar de ter feito parte da seleção espanhola que faturou a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, quando participou de três confrontos, incluindo a grande final. Após o Mundial, conseguiu manter a vaga na Fúria, adicionando ao currículo o título da Euro 2012. Surgiu como parte de uma promissora geração revelada pelo Sevilla, clube com o qual foi bicampeão da Copa da UEFA e campeão da Supercopa da UEFA, da Copa do Rei e da Supercopa da Espanha

22/11 — Asamoah Gyan (27) está entre os maiores atacantes africanos. Ajudou Gana a se classificar pela primeira vez para a Copa do Mundo da FIFA, na Alemanha 2006. Na oportunidade, tornou-se o primeiro ganês a balançar as redes adversárias em um Mundial. Já na África do Sul, marcou outros três gols: o primeiro na vitória sobre a Sérvia, na estreia; o segundo contribuindo com o empate diante da Austrália; e o terceiro no triunfo contra os Estados Unidos, o que garantiu passagem para as quartas de final. Em seguida, infelizmente acabou perdendo um pênalti decisivo contra o Uruguai, deixando escapar a vaga na semifinal. Disputou as três últimas edições da Copa Africana de Nações, ficando em terceiro lugar em 2008, em segundo na edição de 2010, decidida contra o Egito, e terminando na quarta colocação em 2012. Deu seus primeiros chutes pelo Liberty Professionals, transferindo-se mais tarde para a italiana Udinese. Após ser emprestado ao Modena, vestiu a camisa do francês Rennes e do inglês Sunderland. Seu desempenho dentro das quatro linhas chamou a atenção do Al Ain, dos Emirados Árabes, clube com o qual se sagrou campeão e artilheiro do campeonato nacional. Nesta temporada, foi oficialmente contratado pelo Al Ain

23/11 — Willian José (21) contribuiu diretamente com o pentacampeonato conquistado pelo Brasil na Copa do Mundo Sub-20 da FIFA Colômbia 2011, participando de todas as partidas e marcando dois gols. Antes disso, conquistara a Copa América Sub-20, quando disputou todos os confrontos da Seleção e foi às redes em três oportunidades. Jovem revelação, começou a carreira pelo Grêmio Barueri e assinou com o São Paulo no início da temporada. 

24/11 — Otto Pfister (75) construiu uma respeitável reputação ao comandar diversos clubes e seleções de África e Ásia. A mais pomposa de suas passagens aconteceu pelo selecionado ganês, com o qual conquistou a Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Itália 1991. O desempenho levou Pfister a treinar a seleção principal de Gana, garantindo por lá o vice-campeonato da CAN 1992 após uma quase interminável disputa de pênaltis contra a Costa do Marfim. À frente de Camarões, deixou escapar mais uma vez o título continental, agora em 2008. Por outro lado, classificou o Togo pela primeira vez na história para a Copa do Mundo da FIFA, na Alemanha 2006. Já em solo asiático, dirigiu a Arábia Saudita na Copa das Confederações da FIFA 1997 e levou o país à França 1998. Não chegou a participar do Mundial, mas faturou a Copa das Nações Árabes naquele mesmo ano. No âmbito de clubes, abocanhou cinco títulos nacionais e continentais com o egípcio Zamalek e três nacionais à frente do libanês Nejmeh. Conduziu o tunisiano Sfaxien ao título da Copa da Liga, levando mais tarde o sudanês El Merreikh ao título nacional e à final da Copa da África. Iniciou a carreira de jogador pelo Viktoria de Colônia, transferindo-se posteriormente para o conterrâneo Colônia 1899, hoje extinto. O restante do tempo em que esteve com as chuteiras nos pés, o fez disputando o Campeonato Suíço.