Parabéns a você!
© AFP

FIFA.com parabeniza os aniversariantes mais ilustres do mundo da bola. Confira quem são os craques que festejam na semana que vem.

29/4 Lee Dong-Gook (33) continua a ser um dos principais atacantes sul-coreanos da atualidade. Apesar dos seus 33 anos, ele brilhou na última temporada da Liga dos Campeões da Ásia, levando o Jeonbuk à final e terminando no topo da artilharia da competição. O sonho do título, porém, se desfez na disputa de pênaltis da decisão contra o Al Sadd, do Catar. Lee também contribuiu para a conquista do Campeonato Sul-Coreano em 2011. Pela seleção, o atacante participou da Copa do Mundo da FIFA em 1998 e 2010 e de três edições consecutivas da Copa Asiática de Seleções (2000, 2004 e 2007), tendo sido artilheiro da primeira, disputada no Líbano. Já a carreira de clubes inclui um período de experiência na Europa, onde ele defendeu Werder Bremen e Middlesbrough, antes de retornar ao seu país. Na Coreia do Sul, Lee jogou ainda no Pohang Steelers, pelo qual ganhou a Copa dos Campeões da Ásia (torneio que deu origam à atual Liga dos Campeões da Ásia) em 1998, ano da sua primeira temporada profissional.

30/4  John O'Shea (31) fez fama com a camisa do Manchester United, clube em que atuou durante dez vitoriosos anos. A sua extensa lista de títulos inclui um pentacampeonato da Premier League (2003, 2007, 2008, 2009 e 2011), uma Copa da Inglaterra (2004), três Copas da Liga (2006, 2009 e 2010) e quatro Supercopas da Inglaterra (2003, 2007, 2008 e 2010). A sua maior glória, contudo, foi sem dúvida a vitória na Liga dos Campeões da UEFA, conquistada na final de 2008 contra o Chelsea, e sucedida pelo triunfo na Copa do Mundo de Clubes da FIFA Japão 2008. Após viver todas essas emoções com os Diabos Vermelhos, O'Shea transferiu-se para o Sunderland no início da temporada.

1/5 Oliver Bierhoff (44) entrou para a história do futebol alemão ao participar da campanha do título da Euro 1996 com a seleção, tendo sido, inclusive, o autor dos dois gols da vitória na final contra a República Tcheca. As suas realizações em campo lhe valeram uma vaga de titular na ponta do ataque da Mannschaft nas edições de 1998 e 2002 da Copa do Mundo da FIFA. Nesta, chegou a ver de perto a taça de campeão mundial, antes de amargar a derrota para o Brasil na decisão. Bierhoff teve belas passagens por diversos clubes europeus, entre eles Hamburgo, Borussia Mönchengladbach, Salzburgo, Ascoli, Udinese e Milan, com o qual faturou o Scudetto em 1999. Após uma temporada no Monaco, o atacante encerrou a carreira no Chievo. Em seguida, foi nomeado diretor técnico da seleção alemã para a África do Sul 2010.

2/5 Tiago (31) conquistou o seu espaço na seleção portuguesa, com a qual participou de duas edições da Copa o Mundo da FIFA. Na Alemanha 2006, ele chegou a disputar as semifinais, terminando o torneio na quarta colocação. Já na África do Sul 2010, o meio-campista foi um dos destaques da esquadra lusa, anotando dois gols na histórica goleada por 7 a 0 sobre a Coreia do Norte. A sua primeira grande experiência com o uniforme nacional foi a Euro 2004, em que os portugueses foram derrotados diante da própria torcida pela Grécia na final. Tiago começou a carreira no Braga, de onde saiu para defender o Benfica e conquistar, em 2004, a Copa de Portugal. Em seguida, foi para o Chelsea e faturou a Premier League, a Copa da Liga e a Supercopa da Inglaterra em 2005, antes de assinar com o Lyon, onde ampliou a sua galeria de títulos com duas ligas francesas (2006 e 2007) e duas Supercopas da França (2005 e 2006). Em 2009, passou a defender o meio de campo do Atlético de Madri, tendo feito a alegria da torcida com os troféus da Liga Europa e da Supercopa da Europa no ano seguinte.

3/5 Ezequiel Lavezzi (27) ganhou a admiração de muitos torcedores com a mistura de velocidade, habilidade e potência, qualidades que fizeram dele um atacante formidável. Após ter sido campeão argentino com o San Lorenzo em 2007, ele foi para o Napoli, onde atingiu outro patamar na carreira. Além de conquistar a extinta Copa Intertoto em 2008, Lavezzi ajudou a equipe a se classificar para a Liga dos Campeões da UEFA. Atualmente, o argentino luta por uma nova vaga na prestigiosa competição continental e espera vencer a final da Copa da Itália contra a Juventus. Em 2008, ele integrou a seleção que faturou a medalha de ouro no Torneio Olímpico de Futebol Masculino de Pequim. Apesar do título, o atacante não foi convocado para participar da última Copa do Mundo da FIFA. Em meados de 2011, porém, Lavezzi disputou a Copa América realizada no seu país.

4/5 Cesc Fàbregas (25) ainda é um jovem jogador, mas já ostenta um currículo de vitórias de dar inveja a qualquer profissional. Pela seleção espanhola, conquistou a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, apenas dois anos após a consagração na Euro 2008. Entre esses dois títulos, em 2009, o meia ainda pendurou no pescoço a medalha de bronze da Copa das Confederações da FIFA. Fàbregas alcançou muito cedo o status de astro do futebol, ao levar a Fúria à final da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Finlândia 2003, em que a Espanha perdeu do Brasil por 1 a 0. Apesar da derrota, ele pôde se consolar com a Bola de Ouro de melhor jogador da competição e com a Chuteira de Ouro, pela artilharia do torneio. Assim como outras feras do futebol, Fàbregas deu os primeiros passos no centro de formação do Barcelona, mas foi com a camisa do Arsenal que ele emergiu como profissional. Em Londres, o espanhol ganhou a Supercopa da Inglaterra em 2004 e a Copa da Inglaterra em 2005, acabando por assumir a braçadeira de capitão da equipe. Após uma bela trajetória com os Gunners, ele retornou à Espanha e ao clube de origem em 2011. Na atual temporada, Fàbregas já ergueu a Supercopa da Espanha, a Supercopa da Europa e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA Japão 2011. Ele ainda espera conquistar a Copa do Rei, cuja final disputará contra o Atlético de Bilbao no fim de maio, além do bicampeonato europeu com a seleção.

5/5 Tsepo Masilela (27) teve a honra de vestir a camisa da África do Sul na competição mais importante já organizada por seu país, a Copa do Mundo da FIFA. O lateral disputou todas as partidas da primeira fase, que, para a tristeza geral, terminou com a eliminação prematura dos anfitriões. No ano anterior, ele já havia participado da Copa das Confederações da FIFA, na qual os Bafana Bafana ficaram em quarto lugar. Masilela também foi convocado para a Copa Africana de Nações em 2006 e 2008. No início desta temporada, o sonho de jogar na Europa finalmente se tornou realidade com o empréstimo ao Getafe, da Espanha, após quatro anos no clube israelense Maccabi Haifa.