Passes, recordes e um artilheiro aliviado
© Getty Images

A análise estatística do FIFA.com destaca nesta semana a espetacular sequência de passes do Manchester United, a máquina de fazer gols do Real Madrid e o fim do jejum de Liédson no Corinthians, além do recorde de Shane Smeltz na Austrália e a ótima fase do Sporting Kansas City nos Estados Unidos.

100

gols no Campeonato Espanhol 2011/12 foi a marca alcançada pelo Real Madrid no último sábado. Os merengues atingiram a centena mágica em apenas 30 jogos, quebrando o recorde do Barcelona, que havia feito o mesmo nas primeiras 34 partidas da temporada 2008/09. Até três anos atrás, a barreira dos 100 gols só tinha sido derrubada duas vezes na história da primeira divisão espanhola. Em 1989/89, Hugo Sánchez balançou as redes 38 vezes e ajudou o Real Madrid a somar 107 gols no campeonato. Já em 1996/97, Ronaldo fez 34 dos 102 anotados pelo Barça ao longo da temporada no torneio nacional. Nos últimos quatro anos, porém, a marca foi alcançada sucessivamente.

No fim de semana passado, Gonzalo Higuaín foi o autor do simbólico gol, o segundo dele na partida e o último da vitória por 5 a 1 sobre o Osasuna, mas o nome do jogo foi mesmo Cristiano Ronaldo. O atacante de 27 anos escreveu pela primeira vez o seu nome no placar do estádio Reyno de Navarra com um belo chute de quase 40 metros de distância. Em seguida, encerrou uma sequência de 39 cobranças de falta mal sucedidas, chegando a 37 gols na artilharia da liga, um a mais que Lionel Messi. Além disso, o português atuou de garçom em outras duas ocasiões, chegando a dez assistências nos 100 gols madridistas. Após a atuação de gala, Cristiano Ronaldo e Real Madrid estão a cinco e oito gols de quebrarem os seus respectivos recordes de artilharia individual e coletiva em um único exercício do Campeonato Espanhol.

37

passes foram trocados na extraordinária jogada do Manchester United que culminou no gol de Ashley Young na vitória por 2 a 0 sobre o Blackburn, nesta segunda-feira. A variação de pé em pé igualou o recorde do século XXI, estabelecido pela seleção egípcia na obra coletiva que resultou no gol de Mohamed Abdel-Shafy contra a Argélia pelas semifinais da Copa Africana de Nações 2010. A retenção da bola foi um dos pontos altos da atuação dos Diabos Vermelhos no Ewood Park, com a equipe de Alex Ferguson chegando a 91% de passes completados, melhor índice registrado por um time visitante na atual temporada da Premier League. Ademais, o United chegou ao quarto jogo consecutivo sem sofrer gol. Levando em consideração apenas as partidas disputadas às segundas-feiras, a defesa do clube está invicta há 736 minutos. A vitória também consolidou o espetacular aproveitamento de 31 pontos conquistados em 33 possíveis desde que Paul Scholes retornou da aposentadoria. Essa sequência turbinou a reação do United, que estava cinco pontos atrás do City no início de dezembro e agora tem cinco pontos de vantagem sobre o rival na liderança do campeonato, a sete rodadas do fim.

13

jogos sem marcar, todos como titular, foi o jejum que o atacante do Corinthians Liédson encerrou com dois gols no domingo. O último gol dele havia sido o da vitória sobre o Figueirense na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2011, em novembro. Aquele resultado manteve o Timão dois pontos à frente do Vasco e acabou sendo crucial para a conquista do título. Desde então, o artilheiro de 34 anos passou em branco em nove confrontos do Campeonato Paulista e quatro da Copa Libertadores, mas o técnico Tite não perdeu a confiança nele e o manteve no time. A recompensa veio na forma de dois gols no triunfo por 3 a 0 sobre o Oeste pela 17ª rodada do torneio estadual. Na briga pela primeira colocação da primeira fase, o Corinthians segue com o mesmo número de pontos do líder São Paulo, que bateu o Ituano por 4 a 2 e alcançou a sétima vitória consecutiva.

12

pontos em quatro partidas garantiram ao Sporting Kansas City o melhor início de temporada dos seus 17 anos de história, além da única campanha impecável deste começo de campeonato nos Estados Unidos. O atacante C.J. Sapong, que há um ano precisou de apenas dois minutos para balançar as redes na sua estreia profissional contra o Chivas USA, fez o único tento da partida diante do mesmo adversário no domingo. Eleito o melhor calouro da Major League Soccer em 2011, Sapong marcou o terceiro gol dele na temporada, mas não pode ser considerado o único responsável pela boa fase do Sporting. O meio-campista Graham Zusi é o líder em assistências da MLS com cinco passes, enquanto o goleiro Jimmy Nielsen e sua defesa sofreram somente um gol no campeonato e passaram incólumes em sete dos últimos nove jogos.

7

gols em duas partidas fizeram com que Shane Smeltz alcançasse uma marca histórica no topo da artilharia do Campeonato Australiano e, de quebra, ajudaram o Perth Glory a conquistar a sua primeira vitória no mata-mata da competição. Ironicamente, o atacante neozelandês superou o recorde de 60 gols de Archie Thompson quando ambos se enfrentaram na última rodada da primeira fase. Enquanto o camisa 10 do Melbourne Victory passou em branco, Smeltz anotou os quatro gols da vitória por 4 a 2 que assegurou ao Glory a vantagem de jogar em casa no duelo eliminatório diante do Melbourne Heart. Neste segundo jogo, depois de 65 minutos de 0 a 0, Smeltz balançou as redes três vezes, garantindo um triunfo por 3 a 0 para a equipe de Perth e alcançando 65 gols em 98 jogos no campeonato. O neozelandês foi apenas o segundo jogador a marcar um triplete na história do play-off australiano, o primeiro tendo sido o próprio Archie Thompson, que anotou cinco na goleada por 6 a 0 do Victory sobre o Adelaide United na decisão de 2007. O Perth Glory recebe na semifinal o Wellington Phoenix, time que Smeltz defendeu entre 2007 e 2009.