Magia de Falcão no dia das viradas
© Getty Images

A quarta-feira foi o dia das viradas na Copa do Mundo de Futsal da FIFA Tailândia 2012 - e também o dia do craque Falcão. O atual campeão Brasil saiu perdendo da rival Argentina por 2 a 0, mas buscou o empate e conseguiu virar a partida para 3 a 2 na prorrogação. O herói da vitória brasileira foi o superastro Falcão, que voltou de uma lesão sofrida na estreia e, mesmo com uma paralisia facial, marcou dois gols.

Já a Itália começou a partida contra Portugal com uma desvantagem ainda maior, de 3 a 0, mas também conseguiu a virada na prorrogação, vencendo por 4 a 3 e garantindo presença na semifinal. No entanto, o nome do jogo no Estádio Nimibutr em Bangcoc foi o português Ricardinho, que marcou três gols.

A Colômbia, por sua vez, voltou a surpreender. O país ganhou da Ucrânia por 3 a 1 e agora terá pela frente um duelo sul-americano contra o favorito Brasil, que já conquistou quatro títulos mundiais. Por fim, a Espanha saiu atrás no marcador contra a Rússia na reedição da final da última Eurocopa. Contudo, os espanhóis conseguiram se recuperar e também estão classificados entre os quatro melhores do Mundial.

Os resultados
Argentina 2 x 3 Brasil
Colômbia 3 x 1 Ucrânia
Portugal 3 x 4 Itália
Espanha 3 x 2 Rússia

O gol do dia
Portugal 2 x 0 Itália, Ricardinho, 19min03s
É por cenas como esta que o futebol de salão é um esporte tão amado pelos torcedores. Na partida entre Portugal e Itália, Ricardinho não apenas marcou três gols, mas também anotou um de placa para fazer 2 a 0 para o selecionado lusitano. Arnaldo deu um ótimo chute pelo lado esquerdo, obrigando Mammarella a fazer uma incrível defesa. Depois disso, a bola acabou cruzando a área e foi cair perto de Ricardinho, que sem pensar duas vezes deu um salto acrobático no ar para acertar um voleio que mandou a bola para o fundo das redes.

Momentos marcantes
Lágrimas de alegria
A cena que mais marcou a disputa das quartas de final foi sem dúvidas protagonizada por Falcão. Depois de marcar o gol da vitória contra a Argentina, o superastro do futsal foi às lágrimas. Ele havia ficado sentado no banco durante todo o primeiro tempo da partida, de onde viu a Argentina abrir uma vantagem de 2 a 0 no placar. O craque estava sofrendo de uma paralisia no rosto devido à inflamação de um nervo. No entanto, no momento de dificuldade da Seleção Brasileira, o camisa 12 saiu do banco de reservas para se tornar o herói do dia. Com dois gols, ele foi decisivo para a classificação do Brasil às semifinais. "Há jogos que entram para a história", afirmou ele ao final da partida, visivelmente emocionado. "E hoje foi um desses casos, pelo menos para mim."

Emoção pura
Depois de uma recuperação inacreditável da Itália contra Portugal, os italianos ainda conseguiram a virada. Faltando 46 segundos para o término do tempo regulamentar, Rodolfo Fortino deixou tudo igual. Na prorrogação, Humberto Honório garantiu a vitória. No vestiário após a partida, os italianos comemoraram muito e alguns até choraram de alegria.

Força do recém chegado
A Colômbia está disputando pela primeira vez a Copa do Mundo de Futsal da FIFA e já conseguiu se classificar entre os quatro melhores. A comemoração dos jogadores colombianos não teve limites depois da vitória no ginásio em Bangcoc. Os jogadores, o treinador e a comissão técnica eram pura alegria. Até hoje, apenas Irã (1992), Ucrânia (1996) e Portugal (2000) haviam chegado às semifinais logo na primeira participação em Mundiais de futebol de salão.

O número
54
Partidas entre Brasil e Argentina são especiais em qualquer modalidade esportiva, e no futsal não poderia ser diferente. Os dois países já se enfrentaram 58 vezes, seis delas em Mundiais. Em 54 desses confrontos, o Brasil ficou com a vitória. Apesar do retrospecto extremamente favorável, a Seleção Brasileira não teve vida fácil nesta quarta-feira.

O que eles disseram
"Trabalhamos duro e queríamos vencer. Mas, como normalmente acontece, a Espanha segue e nós voltamos para casa."
Sergey Skorovich, treinador da Espanha

Programação das semifinais
Sexta-feira, 16 de novembro (hora local)
Itália x Espanha, 17h
Brasil x Colômbia, 19h30