Já deu zebra no mata-mata
© Getty Images

No primeiro dia das oitavas de final da Copa do Mundo de Futsal da FIFA Tailândia 2012, justamente um estreante no torneio foi o responsável pela maior surpresa. Após uma partida muito disputada contra a forte seleção iraniana, a Colômbia conseguiu a sua classificação para a próxima fase. A partida contra a potência asiática terminou em 2 a 1 para os colombianos.

No duelo entra a atual campeã europeia Espanha e a anfitriã Tailândia, os torcedores que compareceram ao Estádio Nimibutr em Bangcoc também estavam esperando por uma surpresa, mas a seleção espanhola confirmou o seu favoritismo e deixou os espectadores decepcionados ao golear o selecionado tailandês por 7 a 1.

Na primeira partida do dia, Portugal acreditava que o Paraguai imporia mais resistência, mas os ibéricos dominaram praticamente toda a partida. Ricardinho e Cardinal mostraram toda a sua categoria e garantiram a vitória lusitana por 4 a 1.

Quem teve ainda menos dificuldades foi a Ucrânia pelo menos no primeiro tempo, quando o país saiu ganhando por 6 a 0 do Japão. Na segunda etapa, o atual campeão asiático ganhou novo vigor e diminuiu o placar para 6 a 3.

Resultados
Paraguai 1 x 4 Portugal (0x2)
Ucrânia 6 x 3 Japão (6x0)
Espanha 7 x 1 Tailândia (2x0)
Irã 1 x 2 Colômbia (0x0)

O gol do dia
Espanha x Tailândia, 1x7,Kritsada Wongkaeo, 38'48
O jogo entre o atual campeão do Velho Continente e o anfitrião do Mundial de futebol de salão já estava decidido há muito tempo quando a Tailândia conseguiu marcar o seu merecido gol de honra no seu último jogo no torneio. Apiwat Chaemcharoen encontrou dentro da área espanhola o seu companheiro Kritsada Wongkaeo, que deu uma belíssima finta no seu marcador, simulando um chute de calcanhar, e chutou no ângulo para marcar um golaço.

Momentos marcantes
Atuação de gala de Ricardinho
Na partida entre Paraguai e Portugal, Ricardinho causou sensação contra os sul-americanos e encantou os torcedores nas arquibancadas. O camisa dez português talvez tenha tido a melhor atuação individual de um jogador até o momento na Copa do Mundo de Futsal da FIFA, levando a sua equipe quase sozinho à próxima fase do torneio. Ele brilhou durante todo o jogo com os seus belos dribles e marcou dois gols e deu uma assistência.

Festa da torcida
Nas partidas entre Espanha e Tailândia e entre Ucrânia e Japão, os torcedores protagonizaram momentos especiais nas arquibancadas. No duelo entre o anfitrião e a Espanha, o clima foi emocionante. Os espectadores criaram uma atmosfera fantástica no estádio, com bandeiras, rostos pintados, música e torcedores que não paravam de gritar. Depois da derrota, os jogadores tailandeses foram agradecer aos seus compatriotas pelo apoio. Os torcedores japoneses também mostraram a sua classe ao aplaudirem o técnico ucraniano Gennadiy Lisenchuk antes do jogo, mostrando respeito pelo adversário. Além disso, apesar de o selecionado nipônico ter saído perdendo por 6 a 0, a torcida não parou de incentivar a equipe, que conseguiu diminuir o placar para 6 a 3.

Colombianos causam sensação
Para a Colômbia, a classificação para a sua primeira Copa do Mundo de Futsal da FIFA já havia sido uma grande conquista. Depois disso, os próprios jogadores ficaram surpresos por terem ficado na segunda colocação do Grupo F e, consequentemente, se classificado para as oitavas de final. Ainda mais inacreditável foi o resultado do jogo de hoje. Graças a uma vitória por 2 a 1 contra o Irã, tradicional seleção asiática, a seleção colombiana está entre os oito melhores do torneio. Yefri Duque e Angellott Caro marcaram os gols dos sul-americanos, enquanto o goleiro Juan Lozano garantiu que apenas um dos 54 chutes dados pelos iranianos entrasse no seu gol.

O número
117 – É o número de jogos consecutivos que a Espanha está sem perder. A última derrota aconteceu no ano de 2005, quando o selecionado ibérico perdeu por 2 a 1 do Brasil em um amistoso. A única nação que já conseguiu uma série invicta maior do que a dos espanhóis é justamente a Seleção Brasileira, que entre 2005 e 2011 ficou durante 151 partidas sem sair de campo como perdedor.

O que eles disseram
"Nas eliminatórias fomos muito melhores e eu acreditava que conseguiríamos mostrar isso aqui no Mundial. Mas não conseguimos repetir o nosso bom desempenho, o que é uma pena."
Fernando Leite, técnico do Paraguai

Próximos jogos
Segunda-feira, 12 de novembro
Itália x Egito 16h
Brasil x Panamá 18h30
Rússia x República Tcheca 18h30 
Sérvia x Argentina 21h