Hermans, experiência no comando da Tailândia

Em janeiro de 1989, foi realizada na Holanda a primeira Copa do Mundo de Futsal da FIFA. Na ocasião, o Brasil precisou mostrar toda a sua qualidade na final disputada na Arena Sportpaleis Ahoy em Roterdã para superar os anfitriões e ficar com o título. Ao longo do torneio, o atleta holandês que mais se destacou e despertou o respeito dos brasileiros foi Victor Hermans.

Então com 35 anos, ele havia marcado seis gols nas sete partidas anteriores, desempenhando um papel fundamental para que a Laranja Mecânica chegasse à decisão. Na final, entretanto, o capitão holandês não voltou a balançar as redes e o seu país acabou sendo derrotado por 2 a 1. Mesmo assim, Hermans foi eleito o melhor jogador do torneio e até hoje pode se orgulhar da sua grande participação naquele Mundial.

"Foi um momento importante na minha carreira e só mais tarde percebi realmente o que significava para mim", relembrou Hermans em entrevista exclusiva ao FIFA.com. "Aquela participação na Copa do Mundo abriu muitas portas para mim mais tarde em outros Mundiais."

Passados 23 anos, o holandês estará envolvido pela sétima vez em uma Copa do Mundo de Futsal da FIFA no próximo mês de novembro. Em 1992 e em 1996, Hermans foi treinador, respectivamente, de Hong Kong e Malásia; em 2000, atuou como coordenador técnico da Holanda, e agora é o treinador da Tailândia. Além disso, nos torneios de 2004 e 2008, Hermans foi membro do Grupo de Estudos Técnicos (TSG) da FIFA.

Comandando Hong Kong e Malásia, Hermans não passou da primeira fase e, com a Holanda, ficou na lanterna da chave da segunda rodada. Mas agora, ele tem planos para melhorar o desempenho com a Tailândia. "Acredito que a minha equipe tem boas chances de alcançar as quartas de final da Copa do Mundo", disse ele, demonstrando confiança. "Obviamente, dependerá um pouco do nosso grupo na primeira fase. Contra adversários extremamente fortes, poderemos ter problemas. Mas o meu objetivo é ficar entre os oito melhores."

Os seus jogadores têm ambições ainda mais altas e estão cheios de autoconfiança, como explicou o simpático holandês. "Eles querem o título da Copa da Ásia e acreditam que podem ficar entre os quatro melhores da Copa do Mundo", comentou Hermans, que se disse satisfeito com a vontade da sua equipe. "Só é possível alcançar grandes objetivos quando você estabelece grandes objetivos."

O técnico está convencido de que a sua seleção dispõe de muita qualidade, mas sabe também que se os seus comandados não trabalharem muito, poderão viver uma grande decepção na Copa do Mundo de Futsal da FIFA. Justamente por isso, Hermans está planejando cuidadosamente os próximos meses.

"A Tailândia conta com jogadores muito bons, que são fortes principalmente no setor ofensivo", declarou o experiente treinador em conversa com o site oficial da entidade máxima do futebol mundial. "Na defesa, a equipe ainda não foi muito exigida. Por isso, vamos viajar à Europa para enfrentar adversários mais fortes em amistosos. Não queremos ser pegos desprevenidos na Copa da Ásia e nem na Copa do Mundo. Por esse motivo, precisamos trabalhar muito tática e tecnicamente."

Antes da Copa do Mundo de Futsal da FIFA que acontecerá justamente na Tailândia, Hermans acredita que a Copa da Ásia, que ocorrerá entre os dias 25 de maio e 1º de junho, será uma boa oportunidade para a sua equipe se abastecer de confiança. Para que haja menos pressão sobre a Tailândia nas eliminatórias para o Mundial de Futsal, ao qual os tailandeses já estão classificados por serem os anfitriões, e na Copa da Ásia, Hermans sabe que é importante ter boas atuações desde o princípio. "A Tailândia sempre tem uma boa participação na Copa da Ásia", afirmou o holandês. "Queremos chegar no mínimo até as semifinais. Se conseguirmos isso, veremos o que poderá acontecer."