Weil: "Missão é priorizar os torcedores"
© Getty Images

A poucos dias do sorteio da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, o diretor de marketing da FIFA, Thierry Weil, e o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, responderam questões da imprensa durante uma mesa-redonda em São Paulo.

O principal tema do encontro foi o repasse de 50 mil ingressos por parte da FIFA ao Governo Federal, os quais serão doados a indígenas e beneficiários do Bolsa Família, programa social voltado a famílias de baixa renda. "É um belo gesto da FIFA, estamos felizes", disse Fernandes. "Agora precisamos definir como fazer a distribuição desses 50 mil ingressos, porque no momento isso não foi previsto no sistema de ingressos." Em seguida, Weil detalhou que os ingressos precisam ser distribuídos igualmente entre todas as partidas.

O diretor de marketing da FIFA também explicou o sistema de bilheteria e esclareceu a quantidade de ingressos que será reservada aos parceiros da FIFA e patrocinadores do evento. "A Copa do Mundo no Brasil é altamente atrativa para todo mundo, torcedores e patrocinadores", comentou Weil. "A nossa principal missão é priorizar os torcedores, e 80% dos ingressos que os patrocinadores estão comprando irão para os torcedores de um jeito ou de outro, seja através de sorteios, concursos ou outras promoções. Os patrocinadores terão até o final de janeiro para fazerem as suas solicitações. Depois disso, os ingressos que não tiverem sido usados irão para os torcedores."

As operadoras de turismo não oferecem programas competitivos e, por isso, a FIFA decidiu não ter um pacote de operadoras de turismo. "Os torcedores devem ter cuidado, uma vez que não há pacotes de operadoras oficiais", alertou Weil.

A fase de pré-venda de ingressos para a Copa das Confederações da FIFA teve início recentemente, e as vendas ao público em geral começam no próximo dia 3 de dezembro, após o sorteio oficial do torneio. Todas as solicitações serão reunidas para um posterior sorteio, a fim de que os torcedores tenham chances iguais de adquirir ingressos, independentemente de terem feito o pedido no primeiro ou no último dia de vendas. "No momento já foram vendidos 125 mil ingressos para a Copa das Confederações, o que é um recorde", apontou Weil. "Isso é algo que realmente não esperávamos."

Mais de 90% dos ingressos foram comprados por brasileiros, e a demanda será maior nos países participantes assim que forem definidos os adversários e os locais das partidas. "Tudo que fizermos na Copa do Mundo, faremos antes na Copa das Confederações", disse o diretor de marketing da FIFA. "Foi bom termos testado a fase de pré-venda, porque tivemos alguns problemas e pudemos aprender com eles para a Copa do Mundo."