Conhecida carinhosamente pela alcunha de La Vecchia Signora, a Juventus foi fundada em 1º de novembro de 1897 na cidade de Turim por estudantes da escola secundária Massimo d'Azeglio e pelos mecânicos de bicicleta Eugenio e Enrico Canfari, ambos com 20 anos de idade.

Com um uniforme cor-de-rosa, o clube só foi estrear em torneios oficiais três anos depois, na derrota por 1 a 0 contra a Torinese, time que existiu entre 1894 e 1906. Mais três anos se passaram até que a Juventus adotasse as cores clássicas ao adquirir um jogo de uniformes com listras verticais alvinegras de John Savage, um inglês que morava em Turim e que repassou a encomenda para amigos seus em Nottingham.

A Juve conquistou o seu primeiro título em 1905, mas foi em 1923 que o clube ganhou um status de grandeza, ao ser adquirido pela família Agnelli, proprietária da poderosa fábrica de veículos Fiat. Atraídos pela garantia de salários que nunca atrasavam e pela expectativa de dirigirem um reluzente carro novo patrocinado pela empresa italiana, vários craques logo entraram no plantel do clube do Piemonte, que conquistou cinco títulos consecutivos entre 1931 e 1935.

A Juve sedimentou a sua posição entre os gigantes do futebol italiano com a chegada de talentos como Giampiero Boniperti, o galês John Charles e o argentino Omar Sivori. Em 1977, com o início da era do técnico Giovanni Trapattoni, o clube chegou a patamares ainda mais altos — em dez anos no comando, o treinador levou o time a seis títulos do Campeonato Italiano.

A predominância era tamanha que a Juventus foi a base da seleção italiana que disputou a Copa do Mundo da FIFA 1978, na Argentina. Quatro anos depois, na Espanha, havia não menos que sete representantes da "Velha Senhora" na seleção que conquistou o título mundial.

O ano de 1982 foi também o da contratação do francês Michel Platini, que viria a jogar até 1987 na Juventus. Em três temporadas consecutivas (1982, 1983 e 1984), o craque francês foi o artilheiro do Campeonato Italiano, ajudando a equipe da Juventus a se manter no topo.

Na temporada 2006/07, a Juventus precisou amargar uma queda à segunda divisão após ser condenada em um caso de manipulação de resultados - seus dois títulos em 2005 e 2006 também foram revogados. O retorno à elite, no entanto, foi imediato, mas os títulos no primeiro escalão ainda demoraram para vir. A grande volta por cima veio mesmo em 2011/12, quando, liderada por Andrea Pirlo, conquistou seu 28º scudetto de forma invicta e com apenas 20 gols sofridos em 38 jogos.