O caminho para Portugal
Presente em todas as edições do Campeonato do Mundo de Beach Soccer da FIFA, o Japão largou como favorito para conquistar a vaga em Portugal 2015 e o seu terceiro título continental. O país demonstrou domínio na fase de grupos contra Kuwait, Vietname e China, antes de eliminar o Bahrein nos quartos de final. Em seguida, os japoneses registaram uma apertada vitória por 5 a 4 diante do Irão em um confronto considerado por muitos como uma espécie de final antecipada. O resultado garantiu a equipa no seu oitavo Mundial, mas a sétima participação japonesa em finais continentais terminou com derrota nos penaltis diante da surpreendente seleção de Omã.

Pontos fortes e estilo
O sucesso do Japão no último Campeonato Asiático de Beach Soccer deve muito ao capitão Ozu Moreira e ao atacante Goto Takasuke, autores de oito golos no torneio — mais da metade do total registado pela equipa. O técnico brasileiro Marcelo Mendes deu continuidade ao trabalho iniciado por Ruy Ramos, possibilitando a jogadores como Oda Hirofumi, Teruki Tabata e o guarda-redes Shingo Terukina a oportunidade de se destacarem em uma competição de alto nível.

História nos Campeonatos do Mundo de Beach Soccer da FIFA
O Japão disputou todos os Campeonatos do Mundo de Beach Soccer da FIFA desde a edição inaugural, na qual terminou em quarto lugar. Depois disso, o país foi eliminado logo na fase de grupos até Dubai 2009, ocasião em que chegou aos quartos de final. Após três derrotas consecutivas em Ravena 2011, os nipónicos deram a volta por cima no Taiti 2013, mas caíram frente ao Brasil por 4 a 3 na primeira partida a eliminar.