Os segredos por trás da Bola de Ouro FIFA
© FIFA.com

A Bola de Ouro, há muito, ficou mundialmente famosa. Fotografada nas mãos dos melhores jogadores de futebol do planeta, ela sempre foi um verdadeiro selo de qualidade do mundo da bola. Mas quem sabe os segredos por trás da sua fabricação? Quem conhece as entranhas do famoso globo dourado que passou a se chamar Bola de Ouro FIFA? O FIFA.com esclarece todos os mistérios.

Desde 1956, quando a primeira Bola de Ouro da revista France Football foi entregue, os joalheiros Mellerio dits Meller são os criadores do cobiçado troféu. A Maison Mellerio tem longa experiência no ramo da joalheria e da ourivesaria, tendo sido fundada há quase quatro séculos, em 1613. Ao longo dos anos, a casa produziu joias para todas as cortes da Europa e um sem número de artigos preciosos, como ourivesaria religiosa, troféus, espadas de acadêmicos e toda sorte de objetos de decoração. Mellerio é também o criador da Taça dos Mosqueteiros, troféu concedido ao campeão do torneio de tênis de Roland Garros.

"Este troféu magnífico que confeccionamos desde a sua criação requer muitas horas de trabalho", explicou François Mellerio sobre a Bola de Ouro FIFA. "Vários artesãos se revezam: o ourives, o repuxador, o cinzelador, o gravador, o dourador, o polidor e outras profissões que hoje são tão raras quanto preciosas. Estamos muito orgulhosos de estar na origem deste troféu lendário."

Embora o futebol tenha sofrido mudanças consideráveis desde a coroação de Alfredo Di Stéfano, em 1956, a confecção da mítica escultura dourada permanece praticamente inalterada. A Bola de Ouro FIFA é fundamentalmente constituída de duas semiesferas de latão, formadas a partir de chapas. A técnica utilizada para deixá-las no formato arredondado é chamada de "repuxo", especialidade do artesão repuxador.

Em seguida, é preciso soldar as duas partes uma à outra com maçarico, trabalho este realizado pelo ourives. A peça segue, então, para as mãos do escultor, que preenche o globo com um material chamado de "cimento", o qual, apesar do nome, se assemelha a cera. Depois, com o auxílio de um cinzelador e um martelo, ele grava relevos no metal segundo um desenho previamente marcado a lápis sobre a esfera lisa.

Uma vez concluída a operação, ele retira o "cimento" e entrega a peça ao ourives, que faz o polimento da obra. Este último é o responsável por gravar o logo da Bola de Ouro FIFA na superfície abaulada. Para finalizar, a bola é banhada a ouro fino antes de ser fixada sobre uma base formada por um bloco de pirita.

Com 31 centímetros de altura, 23 de largura e 23 de profundidade, a Bola de Ouro FIFA está finalmente pronta. Falta apenas entregá-la ao futuro dono, que terá seu nome impresso no troféu apenas após a cerimônia. Feito o anúncio, uma placa será imediatamente aparafusada na base, com a identificação do jogador. Um nome gravado eternamente nas páginas douradas do futebol.