Ronaldo: "Messi está um pequeno degrau acima"
© Getty Images

"A FIFA Ballon d'Or não está no mesmo nível do Oscar, mas não estamos longe." Estas foram as palavras do presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, sobre a premiação anual da entidade durante uma coletiva de imprensa realizada em São Paulo nesta quinta-feira. No evento, foram anunciados os três indicados à FIFA Ballon d'Or, ao troféu de Jogadora do Ano da FIFA, aos prêmios de melhor treinador nas categorias futebol masculino e feminino e ao Prêmio Puskás da FIFA, entregue ao gol mais bonito do ano.

Blatter esteve acompanhado do secretário geral da FIFA, Jérôme Valcke, do CEO do Grupo Amaury, François Morinière, do ex-atacante brasileiro Ronaldo e da jogadora Marta. Após o anúncio, eles responderam às perguntas dos jornalistas, e o FIFA.com resume algumas respostas.

Foi um ano importante para o futebol feminino?
Joseph S. Blatter:
Foi um grande ano para o futebol feminino. Tivemos a Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA no Japão e o Mundial Sub-17 no Azerbaijão, onde pela primeira vez na história da FIFA organizou-se uma competição feminina em um país islâmico. Foi um marco no desenvolvimento do futebol feminino e para os direitos das mulheres no mundo todo. Depois tivemos o Torneio Olímpico, com 12 equipes. Dá para imaginar mais de 70 mil pessoas no Estádio de Wembley assistindo à final de um torneio feminino? Dá para imaginar que 600 mil pessoas foram às partidas de futebol feminino durante a Olimpíada? E isso aconteceu na Inglaterra, onde existe uma grande tradição futebolística. Eu diria que o futebol feminino viveu o seu melhor ano em 2012.

O que achou dos atacantes indicados à Seleção Mundial da FIFA/FIFPro?
Marta:
Eu gostaria de ter um time assim, com todos esses jogadores. Realmente são jogadores que se destacaram o ano inteiro em ligas bem competitivas. Essa lista não poderia estar melhor. Gostaria que tivesse alguns outros brasileiros, mas a gente fica contente que tenha pelo menos um representante (Neymar).

Dos três candidatos, quem merece a Bola de Ouro?
Ronaldo:
Acho que o Messi e o Cristiano Ronaldo estão ainda bastante à frente do Iniesta, o qual é um excelente jogador e merece estar nessa lista. Acho que em algum momento o Cristiano Ronaldo vai ganhar a Bola de Ouro (outra vez). Ele é um jogador fantástico. Mas eu ainda acho que o Messi está um pequeno degrau acima do Cristiano Ronaldo. Veremos no dia 7 de janeiro.

Muitos brasileiros acham que Neymar deveria estar entre os três indicados. Por que não está, na sua opinião, e o que ele precisa fazer para chegar lá futuramente?
Ronaldo:
O Neymar está na lista dos 23, e isso já é um grande reconhecimento para quem joga no Brasil. Eu acredito que para o Neymar chegar na lista dos três, ou ele tem que jogar na Europa ou arrebentar com a Seleção em 2014, daí sim o mundo todo vai estar vendo. O Neymar é o protagonista absoluto aqui no Brasil. Nós sabemos do potencial dele, sabemos que ele é merecedor de estar na lista dos três melhores do mundo. Mas o mundo ainda não conhece o futebol do Neymar. Dependendo da sua ambição, o caminho mais curto é jogar em um grande clube na Europa.

Você, Zinedine Zidane e Messi são os únicos que ganharam três Bolas de Ouro. Como se sentiria caso seja superado por Messi?
Ronaldo:
Acho que, nessa época atual, o Messi e o Cristiano Ronaldo são os únicos que estão realmente brigando por esse título. Na minha época tinha o Zidane concorrendo comigo, o Figo, o Rivaldo, o Ronaldinho Gaúcho, o David Beckham... Era uma lista de dez prováveis vencedores, e se qualquer um ganhasse seria justo. Mas eu acho justo que o Messi esteja ganhando todos esses prêmios, e eu não tenho nenhum problema de vaidade ou de inveja que ele me supere. Desejo a ele toda a sorte do mundo, estaremos aqui assistindo ao futebol dele, porque é realmente maravilhoso.