Astros e estrelas na cerimônia dos melhores do ano
© FIFA.com

Um verdadeiro desfile de celebridades do futebol mundial marcou a 13ª edição da cerimônia do Jogador do Ano da FIFA, coroando outro ano cheio de drama e triunfos nos gramados do mundo todo. Cerca de 2 mil convidados estiveram reunidos na cidade suíça da Basileia para o anúncio dos ganhadores dos prêmios deste ano.

Após triunfos em 1998 e 2000, Zinedine Zidane terminou com 264 pontos para conquistar o seu terceiro prêmio de Jogador do Ano da FIFA, bem à frente do conterrâneo Thierry Henry, com 186, e do atacante brasileiro Ronaldo, com 176. Assim, Zidane empata com o próprio Fenômeno, que também conquistou a estatueta em três ocasiões.

Birgit Prinz levou o prêmio de Jogadora do Ano da FIFA pela primeira vez, marcando 268 pontos contra 133 de Mia Hamm e 88 de Hanna Ljungberg. Prinz também foi quem entregou os prêmios a Zidane, Henry e Ronaldo. Hamm não participou da cerimônia, mas por uma boa razão: ela estava em lua de mel.

O Troféu FIFA Top Team 2003 foi para o Brasil, que permaneceu em primeiro lugar no Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola durante o ano todo. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, subiu ao palco ao lado de Ronaldo para receber o troféu. A premiação FIFA Best Mover 2003 foi para o Bahrein. O xeque Ziyad Bin Faisal Al-Khalifa, membro do comitê executivo da Federação Barenita de Futebol, recebeu o troféu.

O Prêmio FIFA Fair Play foi para a torcida do Celtic de Glasgow pelo excepcional comportamento na final da Copa da UEFA em Sevilha. Dezenas de milhares de torcedores do clube viajaram à cidade espanhola mesmo sem mais ingressos. Apesar da derrota, ainda fizeram uma verdadeira festa sem nenhum incidente. O diretor executivo do Celtic, Peter Lawwell, aceitou o troféu juntamente com Eddie Toner, membro da Associação de Torcedores do Celtic.

O Prêmio Presidencial da FIFA 2003 foi concedido ao futebol iraquiano. O presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, elogiou a energia e a determinação da nação para o desenvolvimento do futebol apesar da situação difícil no país. O presidente da Federação Iraquiana de Futebol, Mohammed Hussein Saeed, o técnico da seleção iraquiana, Bernd Stange, e o capitão da seleção, Naji Husam, representaram o Iraque na cerimônia.

O evento de 75 minutos contou com atrações como o músico suíço DJ Bobo. Após a cerimônia, dois times de craques jogaram uma partida beneficente. O "Jogo contra a Pobreza", entre amigos de Ronaldo e Zidane, terminou em vitória de 4 a 3 para o combinado do brasileiro em um St. Jakob Park lotado na Basileia.

O programa oficial havia chegado ao fim, mas os jogadores ainda tinham energia: Ronaldo e amigos continuaram as festividades até a madrugada no clube Mad Max, onde trocaram ideias com outros astros do mundo todo, entre eles Roberto Carlos, David Beckham, Vitor Baía, Edwin van der Sar, Michel Salgado, Fernando Couto e Murat Yakin.