Cooperação internacional

Para promover transformações sociais por meio do esporte, a FIFA trabalha em conjunto com as federações afiliadas e também com agências internacionais de desenvolvimento, organizações não governamentais e outras entidades interessadas em participar da iniciativa Football for Hope. O trabalho com essas entidades experientes e altamente interconectadas proporciona recursos, know-how e estruturas de suporte para a implantação de programas relacionados ao futebol. Conheça a seguir alguns dos principais trabalhos de cooperação:

Federações afiliadas
Além dos projetos de formação de jogadores, a FIFA e as 208 federações afiliadas apoiam muitas iniciativas de desenvolvimento social para os jovens. Por exemplo, a FIFA e a Federação Australiana de Futebol apoiam a Football United, uma organização que usa o futebol para promover a integração e o desenvolvimento de imigrantes e refugiados na Austrália.

Entre outros programas para a juventude apoiados pela FIFA e pelas federações nacionais estão a prática de futebol entre pessoas com deficiência intelectual proporcionada pela Special Olympics em países africanos, os trabalhos de conscientização sobre minas terrestres promovidos pela Spirit of Soccer na Colômbia e no Iraque, e a reintegração pós-conflito administrada pela Cross Cultures nos Bálcãs e no Cáucaso.   

Organização das Nações Unidas
A FIFA trabalha em parceria com a ONU desde 1999, quando o então secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, e o presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, se reuniram em Nova York para o início de um relacionamento mais próximo entre as duas organizações. O anúncio foi seguido de diversas campanhas e programas para promover a paz e o desenvolvimento por meio do futebol.

Um exemplo concreto do relacionamento é a cooperação com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Por meio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), foi lançado em 1997 o projeto "Erradicação do Trabalho Infantil na Indústria das Bolas de Futebol". A FIFA trabalhou em parceria com a OIT/PETI, governos, fabricantes, sindicatos, a organização Save the Children, a UNICEF e diversas ONGs locais para implantar o programa. Desde a sua criação, a FIFA ajuda a enfatizar a importância dos direitos humanos e da educação infantil no mundo todo, além de fornecer recursos financeiros para vários projetos no Paquistão.

Instituições multilaterais de desenvolvimento
Em 2007, a FIFA, a CONCACAF e a CONMEBOL assinaram um memorando de entendimento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com vistas à criação de oportunidades de desenvolvimento por meio do futebol para crianças e adolescentes em situação de pobreza na América Latina e no Caribe. Desde 2009, a FIFA e o BID investem conjuntamente em programas regionais para o desenvolvimento de habilidades entre jovens, a prevenção da violência e o aumento das oportunidades de ensino e emprego. A cooperação contribuiu significativamente para o impacto do Football for Hope sobre a região.

Organizações não governamentais
A cooperação com ONGs e organizações comunitárias é fundamental para a implantação de programas concretos em comunidades carentes do mundo todo. Em 2005, a FIFA começou a trabalhar com a streetfootballworld para chegar a outras ONGs e organizações comunitárias que estavam usando o futebol como ferramenta de programas de desenvolvimento social.

Desde a sua fundação em 2002, a streetfootballworld construiu uma extensa rede de organizações conectadas entre si e com financiadores e apoiadores. O Football for Hope foi criado para dar apoio e maior visibilidade a essas organizações, funcionando também como uma plataforma para debates e cooperação. Além disso, a FIFA e a streetfootballworld organizaram diversos eventos oficiais em torneios da FIFA, unindo jovens líderes do mundo todo para a troca de experiências e o reconhecimento de realizações.