Mohamed Bin Hammam renuncia ao futebol em definitivo
© AFP

Membro do Comitê Executivo da FIFA e presidente da Confederação Asiática de Futebol, Mohamed Bin Hammam renunciou a ambos os cargos com efeito imediato e nunca mais participará de atividades relacionadas ao esporte. O anúncio foi feito em uma carta que o dirigente enviou às duas entidades no dia 15 de dezembro de 2012.

À luz do novo Código de Ética da FIFA, o Comitê de Ética continua incumbido de levar os seus processos a cabo mesmo quando há renúncia, e a câmara decisória do órgão decidiu proibir Bin Hammam de se envolver em toda e qualquer atividade relacionada ao futebol pelo resto da vida.

O banimento tem como base o relatório final do presidente da câmara investigatória do Comitê de Ética da FIFA, Michael J. Garcia, o qual evidenciou repetidas violações ao artigo 19 (conflito de interesse) da edição de 2012 do Código de Ética por parte de Bin Hammam durante os mandatos na presidência da AFC e no Comitê Executivo da FIFA entre 2008 e 2011.