Fundo de Ingressos da Copa do Mundo da FIFA 2010
© FIFA.com

Quando a África do Sul recebeu o direito de sediar a Copa do Mundo da FIFA, uma das principais tarefas da entidade máxima do futebo mundial e do Comitê Organizador Local (COL) era tornar a competição acessível ao maior número possível de sul-africanos.

No centro deste compromisso estava o Fundo de Ingressos, uma iniciativa única nos 80 anos de história do torneio. O objetivo era tornar a experiência de assistir a uma partida da Copa do Mundo da FIFA 2010 ao vivo uma possibilidade real para aqueles que normalmente não teriam meios de adquirir ingressos.

No total, 120 mil ingressos para partidas da Copa do Mundo da FIFA foram concedidos através da iniciativa. Os Parceiros da FIFA adidas, Coca-Cola, Hyundai, Kia, Sony e Visa tiveram um papel fundamental na distribuição das entradas.

Milhares de crianças e adultos em toda a África do Sul participaram de um dos programas sustentáveis do Fundo de Ingressos apoiados pelos Parceiros da FIFA. Dos 120 mil ingressos da categoria 4 distribuídos gratuitamente, 66 mil foram entregues como uma gratificação aos sul-africanos que contribuíram para aqueles projetos sociais e comunitários direcionados a três áreas principais: educação, saúde e meio ambiente.





adidas
A adidas se uniu ao Ministério da Educação da África do Sul para apoiar a campanha My 2010 School Adventure, que usou o enorme interesse pela Copa do Mundo da FIFA 2010 para criar um projeto estimulante combinando esporte e educação.

Coca-Cola
A Coca-Cola optou por se concentrar no meio ambiente, organizando um programa nacional de reciclagem em 200 escolas sul-africanas. Os ingressos para a Copa do Mundo da FIFA foram concedidos a alunos que participaram de uma competição de coleta de latas e garrafas.

Hyundai
A educação estava no centro das campanhas apoiadas pela Hyundai, que trabalhou em parceria com a Lapdesk, empresa que fornece carteiras escolares de colo a crianças cujas escolas não possuem carteiras convencionais. Além de promover a educação de maneira geral, a Hyundai decorou as carteiras com desenhos coloridos que visam incentivar a segurança no trânsito.

Kia
Com foco na saúde, a Kia proporcionou a crianças pobres de toda a África do Sul a oportunidade de participarem de campeonatos de futebol de rua e de um programa paralelo de educação e saúde em parceria com a organização Sporting Chance. Através do projeto, as crianças sul-africanas aprenderam sobre a importância da alimentação, da higiene e de um estilo de vida ativo.

Sony
A Sony optou por abordar questões sociais e de saúde pública unindo-se à organização sul-africana sem fins lucrativos Grassroot Soccer para apoiar programas que mesclam a alegria do futebol a lições importantes sobre o HIV e a Aids.

Visa
A educação de adultos ocupou o centro do palco na Visa, que usou os ingressos do Fundo como incentivo para que os sul-africanos participassem de um espetáculo itinerante sobre educação financeira. As apresentações se valiam do tema do futebol para transmitir mensagens relevantes sobre técnicas de gestão do dinheiro.



Trabalhadores da construção civil

Um grupo especialmente beneficiado pelo Fundo de Ingressos da Copa do Mundo da FIFA 2010 foi o dos operários que trabalharam na construção dos estádios. Cada trabalhador recebeu duas entradas para uma partida realizada na arena que ajudou a construir. No total, 54 mil ingressos foram distribuídos a 27 mil pessoas.

A cerimônia simbólica de entrega dos ingressos foi realizada no dia 3 de maio no Estádio Soccer City, em Johanesburgo. O secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, e o CEO do COL, Danny Jordaan, se reuniram a milhares de operários da construção civil para homenageá-los pelo trabalho incansável.

Clique nos links da coluna à direita para saber mais sobre o programa.