O troféu da Copa do Mundo da FIFA
© Foto-net

Tão universal quanto o próprio futebol, o troféu da Copa do Mundo da FIFA é o prêmio esportivo mais cobiçado e reconhecido de todo o planeta.

Contudo, a estatueta atualmente em disputa é na verdade a segunda geração da taça. A primeira, batizada de Taça Jules Rimet em homenagem ao fundador da Copa do Mundo da FIFA, foi produzida pelo escultor francês Abel Lafleur a pedido da entidade máxima do futebol mundial. Fabricado em ouro e com uma base de pedras semipreciosas, o troféu apresentava uma figura da deusa da vitória segurando uma taça octogonal.

A Taça Jules Rimet teve uma história cheia de acontecimentos, começando com um período escondida em uma caixa sob uma cama durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1966, foi roubada enquanto era exibida na Inglaterra. Com a ajuda de um pequeno cão chamado Pickles, os famosos detetives da Scotland Yard conseguiram encontrar o troféu escondido em um jardim.

Naquele momento, o regulamento da FIFA estipulava que o primeiro país a vencer a Copa do Mundo da FIFA três vezes ficaria com a taça para sempre. Tricampeão em 1970, o Brasil levou para casa o caneco, que 13 anos depois foi roubado no Rio de Janeiro — dessa vez, porém, para nunca mais ser encontrado. A taça acabou provavelmente sendo derretida por ladrões.

No início da década de 1970, a FIFA encomendou um novo troféu para a décima edição do Mundial, a ser realizada em 1974. Cinquenta e três projetos foram enviados por especialistas de sete países, e a entidade acabou escolhendo a obra do artista italiano Silvio Gazzaniga.

"As linhas saem da base, sobem em espiral e se abrem para receber o mundo", afirmou Gazzaniga ao descrever a estatueta. "A partir das singulares tensões dinâmicas do corpo compacto da escultura surgem as figuras de dois atletas no emocionante momento da vitória."

O atual troféu da Copa do Mundo da FIFA nunca pertencerá definitivamente a nenhum país, já que os novos regulamentos declaram que ele permanecerá em posse da FIFA. Cada campeão recebe uma réplica que serve de lembrança permanente do grande triunfo. As réplicas banhadas a ouro são chamadas de troféus dos vencedores da Copa do Mundo da FIFA.

O troféu autêntico da Copa do Mundo da FIFA, de ouro 18 quilates, tem 36,8 cm de altura e 6,175 kg de peso. A base contém duas camadas de malaquita semipreciosa, e a parte de baixo apresenta gravados o nome de cada país campeão e o ano de cada título desde 1974.