Comitê de Futebol segue missão pelo esporte sob nova composição
© Foto-net

O Comitê de Futebol da FIFA, presidido por Michel Platini, que também é membro do Comitê Executivo da entidade, realizou uma construtiva reunião sob a sua nova composição nesta sexta-feira em Zurique.

Franz Beckenbauer e Pelé passaram a integrar o comitê na condição de consultores especiais após a dissolução da Força-Tarefa Futebol 2014. O brasileiro, que passou por uma cirurgia recentemente, não pôde participar do encontro de hoje, realizado na sede da FIFA.

A missão do Comitê de Futebol agora está estipulada explicitamente no artigo 51 do novo Estatuto da FIFA. "Hoje é um dia decisivo no futebol", salientou o presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, que esteve presente durante toda a reunião.

"O comitê tem a enorme missão de enfrentar as importantes questões que afetam o jogo, a começar pelo combate a ameaças como a manipulação de resultados e pela definição da estrutura e do desenvolvimento do esporte, bem como abordar temas diretamente relacionados ao futebol em si", explicou Blatter. "A nova composição é um verdadeiro conselho de notáveis, e estes especialistas de alto calibre são os mais qualificados para encontrar as melhores soluções para o esporte."

Reforço no time
A lista de integrantes do comitê foi reforçada ainda mais com a nomeação do ex-jogador australiano Harry Kewell, que brilhou com as camisas de Liverpool e Leeds na Inglaterra, do ex-jogador da seleção salvadorenha Jaime Rodríguez, do antigo ídolo da seleção argelina Rabah Madjer, do diretor-executivo da Premier League inglesa, Richard Scudamore, do ex-presidente da Federação Grega de Futebol, Sofoklis Pilavios, e do atual técnico da Jamaica, Theodore Whitmore.

"Foi uma sábia decisão unir forças neste Comitê de Futebol reformulado, em vez de termos diferentes instâncias lidando com as mesmas questões que a Força-Tarefa Futebol 2014", destacou Beckenbauer. "O futebol não é intocável. Precisamos lidar com aspectos importantes do esporte e este comitê é a instância certa. Ele representa o poder do futebol. Estou muito satisfeito por fazer parte deste comitê."

Um dos temas discutidos pelo grupo foi a transferência de jogadores. "O sistema atual e o certificado de transferência internacional são muito bons, e garantem que todas as transações possam ser tratadas adequadamente através da FIFA", comentou o alemão Karl-Heinz Rummenigge.

Além de receber um relatório sobre a situação do futebol feminino e de discutir temas como equidade financeira e proteção de menores, o comitê examinou profundamente a questão dos agentes de jogadores e enfatizou a necessidade de se criarem padrões internacionais com regras e regulamentos precisos.

Outro tópico importante da pauta diz respeito aos jogadores cujos direitos pertencem a terceiros. O comitê reiterou que a prática deveria ser banida e solicitou que a FIFA introduza uma norma obrigatória proibindo que terceiros possuam quaisquer direitos sobre atletas no futebol. Uma proposta feita pela FIFA deve ser apresentada ao comitê para deliberação na próxima reunião.

"Estou muito orgulhoso de presidir este prestigiado comitê", disse Platini. "As discussões que tivemos hoje sublinharam a competência destes membros para abordar e resolver efetivamente questões cruciais que afetam o esporte."