Disputas por títulos e contra o clima
© Getty Images

O clima de inverno na Europa atrapalhou a programação dos campeonatos em parte do continente. Diversas partidas foram canceladas na Inglaterra, por exemplo, incluindo as da copa nacional, enquanto na Alemanha a pausa da meia-temporada do futebol de campo continua, abrindo espaço para a Copa da Federação, disputada em ginásio.

Atual campeão francês e europeu, o Lyon foi outro a não conseguir jogar no fim de semana pelo campeonato nacional, e quem tirou máxima vantagem disso foi o Paris Saint-Germain. No entanto, a situação era bem diferente no Hemisfério Sul, onde as duas equipes finalistas do Campeonato Australiano foram definidas sob as fortes temperaturas do verão local.

A análise semanal do FIFA.com sobre o futebol feminino de clubes também faz uma visita a Espanha e Itália, onde a experiente Patrizia Panico continua desafiando as adversárias mais jovens.

Campeonato Australiano: Só sobraram dois
Ou Sydney ou Melbourne Victory se sagrará campeão da W-League. A dupla resistiu a dois encontros épicos sob um calor escaldante em seus respectivos compromissos contra Brisbane Roar e Perth Glory e alcançaram a final da competição, a ser disputada no próximo domingo, dia 27 de janeiro. O Melbourne fará a primeira decisão de sua história e jogará em casa por ter terminado a primeira fase à frente do Sydney na tabela – este só garantiu vaga nas fases eliminatórias na última rodada.

O Victory chegou à decisão graças a um triunfo nos pênaltis sobre o Perth, que vinha em grande fase. A goleira Brianna Davey fez duas defesas e a atacante americana Jessica McDonald mandou a cobrança decisiva para o fundo da rede. No outro jogo, dois gols de Sam Kerr ajudaram o Sydney a superar o arquirrival Brisbane por 3 a 2 de virada e impedir a quinta final consecutiva das adversárias.

Campeonato Francês: Clima atrapalha embalo do Lyon
É raro que o Lyon não termine um fim de semana somando três pontos, mas foi o que aconteceu na 14ª rodada da competição. A culpa, porém, foi do duro clima de inverno europeu, que ao menos temporariamente segurou o líder. As atuais campeãs parecem impossíveis de parar rumo a mais um título nacional, mas tiveram sua visita ao Vendenheim adiada. Para compensar, elas puseram suas habilidades a prova em um amistoso contra o Xangai chinês, em excursão pela França. A estreia das duas novas contratações do clube – a japonesa Shinobu Ohno, campeã mundial em 2011, e a craque americana Megan Rapinoe – foi o destaque da goleada por 5 a 0.

Já o Paris Saint-Germain aproveitou ao máximo o descanso do Lyon e chegou a três pontos das rivais com uma vitória por 3 a 0 sobre o Toulouse, apesar de ter um jogo a mais. O Juvisy, quarto colocado, também teve adiada sua partida contra o Yzeure.

Os três primeiros: Lyon (52 pontos), Paris Saint-Germain (49) e Montpellier (43)

Campeonato Espanhol: Líder segue firme
Ficou tudo igual após o fim de semana na Espanha, onde as seis primeiras colocadas saíram vitoriosas de campo e abriram ainda mais vantagem em relação às adversárias. O Athletic Bilbao manteve a liderança, mas teve que suar a camisa mais do que ninguém para superar o Levante Las Planas por 2 a 1 em um jogo bastante disputado.

Ainda invicto, o Atlético de Madri vem três pontos atrás após o triunfo sobre o Valência fora de casa por 2 a 0. Já o Rayo Vallecano foi o maior vencedor da rodada, graças aos 7 a 2 que marcou no lanterna Lagunak.

Os três primeiros: Athletic Bilbao (44 pontos), Atlético de Madri (41) e Barcelona (37)

Campeonato Italiano: Panico continua brilhando
O Torres continua líder indiscutível na Itália. O clube da Sardenha passou sem maiores problemas pelo Como 2000 por 4 a 2, com três gols da experiente Patrizia Panico. Aos 37 anos, a jogadora segue firme rumo a se tornar artilheira da competição pela 12ª vez na carreira. A vitória permitiu às atuais campeãs italianas se manterem firmes na busca pelo tetracampeonato, com nove pontos de vantagem sobre o adversário mais próximo. Ex-vice-líder, o Brescia caiu em casa de virada diante do Tavagnacco por 2 a 1 e foi ultrapassado pelo adversário.

Os três primeiros: Torres (49 pontos), Tavagnacco (40) e Brescia (39)