O objetivo da Rede Universitária Internacional do CIES

A Rede Universitária Internacional do CIES foi criada em virtude da necessidade de aperfeiçoar o nível educacional dos gestores esportivos. Tal necessidade se tornou ainda mais premente na medida em que os parceiros comerciais do mundo do futebol desfrutavam de formação altamente especializada em áreas cruciais como marketing, patrocínio, direito do esporte e gestão de direitos de TV, entre outras. Assim, com o apoio da FIFA, o CIES elaborou um curso em gestão esportiva que visa oferecer as ferramentas básicas para a administração do esporte, ao mesmo tempo em que insiste nos seus aspectos éticos.

Um trabalho pioneiro

Em 1997, o CIES organizou um curso em gestão esportiva com duração de duas semanas voltado aos secretários-gerais das federações de futebol. O primeiro evento reuniu dirigentes esportivos dos países africanos de língua francesa. Pouco depois, foram realizados cursos para federações da Ásia, América Central e América do Sul.

As aulas foram ministradas na Suíça, nas cidades de Neuchâtel e Zurique. Apesar do sucesso do curso, porém, o CIES e a FIFA não ficaram plenamente satisfeitos. A razão era bastante simples: os professores convidados, oriundos da Europa, falavam de direito e marketing com uma visão europeia, além de só apresentarem estudos de caso baseados em observações feitas naquele continente. Consequentemente, os participantes do curso voltavam para casa munidos de teorias que muitas vezes não se aplicavam às realidades dos seus países.

Adaptação à realidade local: o nascimento da rede universitária

A avaliação daqueles primeiros cursos levou a uma transformação completa da filosofia. Em vez de trazer os participantes para a Suíça, o curso seria levado até eles. Em 2003, o CIES assinou convênios com instituições da Argentina (Universidade Católica Argentina em Buenos Aires) e do Chile (Universidade Santo Tomás em Santiago). Mais recentemente, no quadro do programa da FIFA Ganhe na África com a África, o CIES firmou parceria com estabelecimentos do Senegal (Universidade Cheikh Anta Diop em Dacar), da África do Sul (Universidade Metropolitana Nelson Mandela em Port Elizabeth e Universidade da África do Sul em Pretória) e do Egito (Universidade do Cairo).

Em todos esses países, o CIES criou uma verdadeira relação de colaboração com a universidade encarregada do ensino em gestão esportiva. Cada curso é adaptado ao contexto econômico, acadêmico, cultural, esportivo e social do lugar onde é oferecido. Nas seis universidades parceiras, o programa é composto por seis módulos de 20 horas que cobrem as áreas de marketing, administração geral, finanças, direito, comunicação e gestão de eventos. Tradicionalmente, os participantes possuem sólida formação acadêmica e alguma experiência no campo do esporte. Ao final dos estudos, e depois de passarem nos exames, os alunos recebem um diploma ou certificado assinado conjuntamente pela universidade local e pelo CIES.

Resultados promissores

Graças à parceria inovadora, a rede universitária do CIES formou gestores de futebol e de outros esportes que atuam em todos os níveis, de federações nacionais e clubes a instituições governamentais e associações locais, por exemplo. Vale destacar que a proporção de mulheres entre os participantes vem crescendo em ritmo constante.

Perspectivas para 2010

O CIES em breve assinará convênios com universidades da América Central, da Ásia e da Oceania. Além disso, organizará conferências e desenvolverá projetos de pesquisa em parceria com as instituições pertencentes à rede.